Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal é o 7.º país da UE com menor produtividade por hora de trabalho

Irlanda, Luxemburgo e Dinamarca estão no topo da lista dos que geram mais riqueza por hora trabalhada.

Photo by You X Ventures on Unsplash
Photo by You X Ventures on Unsplash
Autor: Lusa

Portugal é o sétimo país da União Europeia com menor produtividade por hora de trabalho, divulgou a Pordata, num retrato ao tecido empresarial do país, a propósito do Dia das Micro, Pequenas e Médias Empresas, celebrado no dia 27 de junho. Por outro lado, Irlanda, Luxemburgo e Dinamarca estão no topo da lista dos que geram mais riqueza por hora trabalhada.

“Em termos de produtividade por hora de trabalho, face à média da UE27 (=100), Portugal é um dos países com menor produtividade (65% da média da UE27)”, revelou no sábado a base de dados estatísticos da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que analisou dados de 2018.

A Pordata concluiu também que, em média, as PME gastam cerca de 1.000 euros mensais por trabalhador, metado do custo mensal de uma grande empresa, que gasta cerca de 2.000 euros mensais por trabalhador.

Entre 2008 e 2018, os gastos das grandes empresas com o pessoal decresceram 9% (a preços constantes), acrescenta o documento.

Em termos de setores, os gastos médios por trabalhador são maiores nas atividades financeiras (quase 3.400 euros mensais), transportes e armazenagem, indústrias extrativas e na eletricidade, gás e água (cada um com cerca de 2.000 euros mensais).

Com cerca de 800 euros de gastos mensais com cada trabalhador estão os setores das atividades de saúde e apoio social, o alojamento e restauração e as atividades imobiliárias.

A educação gasta, em média, cerca de 700 euros, e a agricultura e pescas menos de 500 euros mensais, sendo o setor que mais viu decrescer os gastos com pessoal entre 2008 e 2018.