Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Número de horas trabalhadas: Portugal tem a terceira maior queda na UE

Só em Grécia e Espanha o número de horas de trabalho efetivo no emprego principal diminuiu mais que em Portugal em 2020.

Número de horas trabalhadas: Portugal tem a terceira maior queda na UE
Eurostat
Autor: Redação

O número de horas de trabalho efetivo no emprego principal diminuiu 12% na União Europeia (UE) num ano, em 2020 face a 2019, devido a medidas como esquemas de desemprego temporário. Portugal registou a terceira maior queda, juntamente com Itália: a redução foi de 19% nos dois países. Em causa estão dados divulgados recentemente pelo Eurostat.

Segundo o gabinete de estatísticas europeu, Grécia e Espanha foram, por esta ordem, os países onde se registou uma maior redução no número de horas de trabalho efetivo no emprego principal, -19,7% e -19,5%, respetivamente.

“Esta diminuição pode ser explicada pelas medidas tomadas em resposta à pandemia, que levou muitas pessoas a alternar entre períodos de trabalho e períodos de ausência do trabalho em 2020”, refere o Eurostat, concluindo que, no ano passado, “mais pessoas trabalharam menos horas que o habitual e estiveram ausentes dos seus empregos”.