Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa muda-se para o Capitólio

O cineteatro Capitólio, no Parque Mayer, foi renovado recentemente. / Câmara Municipal de Lisboa
O cineteatro Capitólio, no Parque Mayer, foi renovado recentemente. / Câmara Municipal de Lisboa
Autor: Redação

O renovado cineteatro Capitólio, no Parque Mayer - junto à Av. Liberdade - vai ser o palco da Semana da Reabilitação Urbana deste ano. O evento, que decorre de 27 de março a 2 de abril, conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da EGEC, sendo inaugurado pelo primeiro-ministro, António Costa. O objetivo da iniciativa é juntar os setores público e privado a debater e promover aquela que tem sido uma das grandes alavancas da economia e do imobiliário em Portugal, nos últimos anos.

Coorganizada pela Vida Imobiliária e pela Promevi, a "Semana da Reabilitação Urbana propõe uma agenda intensa e diversa de iniciativas que pretende atingir todos os stakeholders nesta área, desde os utilizadores e utentes – sejam residentes ou turistas da cidade – aos profissionais, académicos, entidades públicas e associações", explicam os organizadores em comunicado.

Prémios da Reabilitação Urbana

Além da 5ª edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, as ações previstas incluem um ciclo de conferências, workshops, exposições, leilões, visitas guiadas a projetos e iniciativas para crianças, tudo de acesso livre.

A par dos eventos integrados na agenda, o Capitólio acolherá também um conjunto de empresas que se associam à iniciativa e que marcam presença no local de forma permanente. 

No ano passado, a Semana da Reabilitação Urbana Lisboa recebeu cerca de 4.500 pessoas num total de três dezenas de iniciativas, 120 intervenções e mais de 60 empresas envolvidas. 

idealista é o portal oficial

Para César Oteiza, cofundador e COO do idealista (empresa editora deste boletim), "a reabilitação urbana não é simplesmente uma moda, tendo vindo, de facto, contribuir para uma viragem do imobiliário em Portugal". "A sábia decisão de se começar a investir em força na recuperação de milhares de imóveis que estavam em mau estado, ou abandonados, trouxe um dinamismo único ao setor e à economia nacional", refere.

O gestor frisa que além de fazer com que tenhamos cidades "cada vez mais bonitas e atrativas, a reabilitação urbana significa ótimas oportunidades de negócio, seja para quem compra, vende, arrenda, intermedeia, promove, financia ou está na fileira de design e construção".

Desta forma, "o idealista, sempre em linha com as principais tendências do setor imobiliário, não poderia assim deixar de estar presente no evento mais importante de reabilitação urbana do país", afirma. "Queremos estar em contacto com os melhores profissionais do mercado e apoiar aquilo que os portugueses melhor sabem fazer, reinventarem-se", conclui.