Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ordem dos Arquitetos passa a ser liderada por Gonçalo Byrne

Sucede a José Manuel Pedreirinho que não se recandidatou à presidência da OA. Órgãos sociais nacionais e regionais foram eleitos para o triénio 2020-2022.

Wikipedia
Wikipedia
Autor: Redação

"Isto Só Vai Lá Com Todos". Foi com este lema de campanha que o arquiteto Gonçalo Byrne concorreu e venceu as eleições para a Ordem dos Arquitetos (OA), passando a ser o novo presidente do Conselho Diretivo Nacional, órgão de gestão daquela Ordem profissional. Votaram nestas eleições para os órgãos sociais nacionais e regionais para o triénio 2020-2022, 6952 arquitetos, correspondentes a 27, 31% dos inscritos nos cadernos eleitorais, sendo que estes resultados são ainda provisórios e "deverão ser confirmados e considerados definitivos até 8 de julho", de acordo com a OA.

Liderando a lista C, Gonçalo Byrne sucede a José Manuel Pedreirinho, que não se recandidatou, tendo conseguido 40,1% dos votos para o Conselho Diretivo Nacional, contra 27,7% da lista B liderada por Cláudia Costa Santos. Em terceiro lugar ficou a lista A de Daniel Fortuna do Couto (até aqui vice-presidente da Ordem) com 21,4% e em último lugar a lista de D de Célia Gomes, com 8%.

Além do Conselho Diretivo Nacional, a lista de Gonçalo Byrne venceu também as eleições para outros órgãos nacionais como a mesa da Assembleia Geral (candidato Guilherme Machado Vaz), Conselho de Disciplina Nacional (Jorge Mealha), Conselho Fiscal Nacional (Ricardo Bak Gordon) e secções regionais (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Açores).

As secções regionais da Madeira e do Alentejo foram conquistados pela lista de Daniel Fortuna do Couto, enquanto a seção regional do Algarve foi ganha pela lista de Cláudia Costa Santos.

O órgão deliberativo da Ordem, a Assembleia de Delegados, passa a ter 9 representantes da lista de Gonçalo Byrne, 6 da lista Cláudia Costa Santos, 5 da lista de Daniel Fortuna do Couto e 1 representante da lista de Célia Gomes.

Quem é o líder da OA?

Gonçalo Byrne, de 79 anos, é licenciado em Arquitetura pela Escola de Belas Artes de Lisboa e é Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e pela Universidade de Alghero, em Itália.

É membro da Ordem dos Arquitetos desde 1970 e tem ateliê próprio desde 1975. É também membro da membro da Associação Italiana de Arquitectos da Província de Vicenza.

Autor de uma vasta obra, várias vezes premiada a nível nacional e internacional, a sua produção tem mostrado particular relevo nos planos patrimonial e cultural.

Do seu vasto currículo, e tal como é apontado na sua página na Wilkipédia, constam dezenas de obras, em Portugal e no estrangeiro, incluindo habitação, renovação urbana, equipamentos urbanos, laboratórios e universidades. Professor catedrático, convidado em Portugal e no estrangeiro, recebeu em 2005 o doutoramento Honoris Causa pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa.