Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

IP adjudica construção de troço na Linha da Beira Alta à espanhola Comsa por 74 milhões

A empreitada irá modernizar o troço Pampilhosa-Santa Comba Dão.

Claudio Schwarz | @purzlbaum on Unsplash
Claudio Schwarz | @purzlbaum on Unsplash
Autor: Redação

A Infraestruturas de Portugal (IP) adjudicou a construção do troço Pampilhosa-Santa Comba Dão, da Linha da Beira Alta, e da concordância da Mealhada ao agrupamento da espanhola Comsa por 74,7 milhões de euros. O prazo de execução é 810 dias.

Este já era, de resto, o segundo concurso lançado para esta obra, segundo a notícia avançada pelo Jornal de Negócios. O primeiro foi concluído em novembro, mas ficou vazio, uma vez que todas as empresas apresentaram propostas acima do preço base.

Segundo a IP, citada pela mesma publicação, a adjudicação do troço entre Pampilhosa e Santa Comba Dão (em que não está incluída a estação da Pampilhosa), “integra ainda a construção de uma nova linha, denominada concordância da Mealhada, que permitirá uma movimentação do serviço ferroviário no sentido Norte-Sul direta da Linha do Norte para a Linha da Beira Alta, ganhando assim a rede ferroviária nacional um aumento de capacidade na sua gestão”.

Para este troço está prevista a intervenção em 34 quilómetros de via, a alteração do “layout” da estação de Mortágua para cruzamento de comboios de 750 metros , a remodelação dessa estação e apeadeiros, a reabilitação e reforço de 10 túneis e oito pontes e a supressão de passagens de nível (Luso e Mortágua), entre outros.