Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vencedores do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2020 conhecidos a 17 de setembro

Cerimónia realiza-se nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto. São 10 as categorias que estão a concurso.

O Arco Augusta, da Stone Capital, é um dos projetos a concurso, na categoria Habitação / Vida Imobiliária
O Arco Augusta, da Stone Capital, é um dos projetos a concurso, na categoria Habitação / Vida Imobiliária
Autor: Redação

Os vencedores da edição de 2020 – a 8ª – do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU) serão conhecidos dia 17 de setembro, numa cerimónia que se realizará nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto. A edição deste ano registou um novo recorde de pré-inscrições, com 88 registos, dos quais confirmaram a participação 76 candidatos, de norte a sul do país, incluindo ilhas. 

Dos 76 projetos que vão a concurso, 39 são de habitação, 20 de turismo, 13 de impacto social e quatro de comércio e serviços, escreve a Vida Imobiliária, que tem a ser cargo a organização do evento, juntamente com a Promevi.  

De referir que serão distinguidas as melhores intervenções em 10 categorias, nomeadamente: Habitação; Comércio & Serviços; Turismo; Impacto Social; Eficiência Energética (atribuído pela ADENE); Reabilitação Estrutural; Restauro; Intervenção Inferior a 1.000 metros quadrados (m2); Cidade de Lisboa; Cidade do Porto.

Segundo a publicação, a cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da edição deste ano decorrerá num novo formato, realizando-se pela primeira vez num espaço ao ar livre. De referir ainda que a apresentação será feita por Bárbara Guimarães. 

O júri é composto por cinco personalidades das áreas da Economia, Imobiliário, Arquitetura, Engenharia e Património. São eles o economista João Duque, os arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos e os engenheiros Manuel Reis Campos e Vasco Peixoto de Freitas.

O PNRU conta com o Alto Patrocínio do Governo e da Associação Comercial do Porto, bem como com o amplo apoio da SECIL.