Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Construção, saúde e serviços são os mais afetados com pagamentos em atraso

A maior subida de créditos incobráveis registou-se no setor dos media
Autor: Redação

A construção, a saúde e os serviços para empresas são os setores mais atingidos pelos pagamentos em atraso. Em Portugal, as taxas de incobráveis nos serviços empresariais, como agências de comunicação, publicidade e marketing, rondam os 6%. Seguem-se a construção e a saúde.

Segundo a Rádio Renascença, que cita dados de um estudo da “Intrum Justitia”, empresa de cobrança de dívidas, a maior subida de créditos incobráveis registou-se no setor dos media, com um agravamento de 25%. Neste sector, 63% dos inquiridos revelam que perderam rendimentos devido aos atrasos de pagamento e 58% reconheceram problemas de liquidez. Mais: 54% das empresas antecipam riscos de pagamento ao longo próximo ano.