Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Tivoli pede ajuda para salvar hotéis

Autor: Redação

O atraso na venda do grupo Tivoli Hotels & Resorts em Portugal, devido ao processo de insolvência da Rioforte, levou a empresa a recorrer ao Processo Especial de Revitalização (PER) em duas das suas empresas, a Hotéis Tivoli e a Marinotéis.

Em comunicado de imprensa, citado pelo Público, Alexandre Solleiro, presidente executivo dos hotéis Tivoli, confirma "o apoio de uma instituição financeira”, que disponibilizou “uma linha de financiamento” para a empresa poder cumprir os compromissos “durante esta fase”.

O PER não vai, segundo garante a empresa, afetar o funcionamento dos 14 hotéis em Portugal e no Brasil, frisando que a medida “visa proteger as empresas”.

O processo dos Hotéis Tivoli foi submetido em Lisboa no dia 26 de dezembro e tem como credor a Rioforte Portugal SA. Já o da Marinotéis corre no tribunal de Olhão e foi submetido no mesmo dia.

O PER é um processo especial, criado no Código da Insolvência e da Recuperação de Empresas que permite às empresas em situação económica difícil ou em insolvência iminente, negociar com os seus credores.

O objetivo é revitalizar o negócio sem ter de fechar portas. Assim que o PER é instaurado e é nomeado um administrador judicial provisório estão impedidas ações contra a empresa para cobrança de dívidas. Enquanto a negociação durar, também se suspendem os processos deste género em curso.