Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ardian investe 300 milhões de euros nas autoestradas da Mota-Engil

Autor: Redação

A Mota-Engil anunciou que a sua participada Ascendi – gere autoestradas em Portugal – vai constituir uma parceria com a Ardian, firma de private-equity europeia que tem nas infraestruturas um dos seus principais focos de investimento. Objetivo passa por investir 300 milhões de euros.

Em comunicado enviado à CMVM, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins diz que a Ascendi e a “Ardian chegaram a acordo para o estabelecimento de uma parceria para o desenvolvimento de parte da rede de autoestradas geridas pela Ascendi em Portugal”.

No âmbito desta parceria, será constituída uma nova empresa, detida em 50% pela Ascendi e pela Ardian, que passará a deter as participações da Ascendi em cinco concessões de autoestradas, escreve o Jornal de Negócios. As concessões em causa são as seguintes: AutoEstradas da Grande Lisboa (65,97%), AutoEstradas do Grande Porto (80,2%), AutoEstradas do Norte (74,87%), AutoEstradas da Costa de Prata (80,2%) e AutoEstradas das Beiras Litoral e Alta (80,2%).

No documento enviado à CMVM pode ler-se que a “Ardian investirá 300 milhões de euros na parceria, cuja concretização depende da obtenção das diversas autorizações por parte dos concedentes e financiadores”.

A Mota-Engil detém 60% do capital da Ascendi, sendo que entre os restantes acionistas desta empresa destacam-se a ES Concessões, do Novo Banco, que controla cerca de 29%.