Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliária de Duarte Lima deve quase 6 milhões de euros, na maioria ao Novo Banco

Ex-líder parlamentar do PSD fotografado pelo Público
Autor: Redação

Condenados em 2014 por burla qualificada pela aquisição de terrenos em Oeiras, através do imobiliário Homeland e com crédito do BPN, Duarte Lima e Vítor Raposo estão mais uma vez envolvidos num caso crítico no setor. A sociedade Dulivira Investimentos Imobiliários, ligada aos dois sócios, acumula dívidas de quase seis milhões de euros e deu entrada com um pedido de Programa Especial de Revitalização (PER) este mês de agosto.

O Novo Banco é o maior credor (5,8 milhões de euros) da sociedade na qual Domingos Duarte Lima, antigo líder parlamentar do PSD, pertence ao conselho de administração, noticia hoje o Correio da Manhã.

O segundo maior credor é Vítor Raposo, em nome próprio e através de uma empresa da qual é sócio, a Entremonte Lda, com um crédito que ultrapassa os 148 mil euros.  
 
O ex-líder parlamentar do PSD Duarte Lima, tal como diz o diário, surge como vogal da referida empresa de investimentos imobiliários em 30 de setembro de 2014. Já Vítor Raposo, que exerceu funções de presidente do conselho de administração, deixou o cargo em 18 de junho de 2015. 

Duarte Lima o vilão?

No processo da Homeland, ambos foram condenados, juntamente com outros dois arguidos, a pagar uma indemnização à Parvalorem, gestora dos ativos tóxicos do BPN, de até 18 milhões de euros.  
 
Por outro lado, Duarte Lima está envolvido no escândalo de Rosalina Ribeiro, no qual é acusado de homicídio. A Justiça brasileira aceitou levar Domingos Duarte Lima a julgamento pela morte da companheira do antigo milionário Tomé Feteira.