Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cuidado com as compras no Facebook

Autor: Redação

Os portugueses estão, cada vez mais, a aderir à tendência internacional de fazer compras online e nas redes sociais, como o Facebook. Mas, muitas vezes as lojas não estão registadas, nem têm endereço fixo, segundo a Deco alerta. A associação de consumidores diz que já recebeu várias queixas, nomeadamente, de vendas feitas por particulares.

A Deco, em comunicado citado pela Lusa, revela ter recebido várias reclamações referentes a compras em lojas no Facebook, nomeadamente relativas ao atraso nas entregas dos produtos comprados e falta de reembolso em caso de desistência da compra. 

"Por vezes não se trata de vendas de comerciantes para consumidores, mas sim vendas entre particulares, logo torna-se mais difícil a resolução de um possível conflito posteriormente", sublinhou a associação.

Quanto às formas de pagamento, "caso a loja permita o pagamento à cobrança, por transferência bancária ou por MB, na receção do produto, estas são as mais seguras", considera a Deco.

A associação aconselhou também os consumidores a ficarem com um comprovativo da encomenda com todos os elementos: descrição do produto, preço, morada do vendedor e prazo de entrega.

A Deco, segundo escreve a agência de notícias, promete ainda em comunicado que vai estar atenta às reclamações e promover as diligências necessárias para garantir a proteção dos direitos e interesses dos consumidores.