Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Infraestruturas de Portugal pode arrecadar mais de cinco milhões com venda de 23 prédios

Autor: Redação

A Infraestruturas de Portugal (IP), através da IP Património, pôs à venda um conjunto de prédios rústicos e urbanos – ao todo são 23 – de Norte a Sul do país, com valores base que vão dos 10.900 euros a mais de 1,2 milhões de euros. Ao todo, podem vir a gerar receitas de pelo menos 5.195.800 euros.

Segundo o Jornal de Negócios, a empresa liderada por António Laranjo decidiu abrir 23 procedimentos de venda pública de imóveis por carta fechada, sendo o critério de seleção definido apenas o da proposta com o valor mais elevado. 

O imóvel mais barato da lista é um prédio rústico na freguesia de Canaviais, concelho de Évora, que tem um valor base de 10.900 euros, enquanto o mais caro (5.195.800 euros) é relativo a um prédio rústico na freguesia de Bacelo, também no concelho de Évora.

A data limite para a entrega de propostas varia entre 21 e 26 de setembro, conforme o procedimento, sendo que a IP tem reservado o direito de decidir pela não alienação do prédio caso não aceite a proposta apresentada, situação que não dará direito a qualquer indemnização.

De referir que no caso de haver mais que uma proposta com o mesmo valor de aquisição, será feito um sorteio para efeitos de desempate.

O comprador, por seu turno, terá de comprovar que tem a situação tributária e contributiva regularizada, tendo de entregar 20% do valor da aquisição proposto a título de sinal e princípio de pagamento com a celebração do contrato promessa de compra e venda, sendo a entrega da quantia restante paga com a celebração da escritura. 

Clica neste link para saberes mais informações sobre os imóveis que a IP pôs à venda.