Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Negócio imobiliário da Teixeira Duarte afunda 80% no primeiro semestre

TD
TD
Autor: Redação

O negócio imobiliário da Teixeira Duarte (TD) já viveu melhores dias. Depois de, em 2018, ter registado um primeiro semestre de crescimentos excecionais (128,7% face ao mesmo período em 2017), o grupo português arrancou este ano com um desempenho muito menos positivo. O volume de negócios da área imobiliária caiu 77,8% em termos globais e 81,1% em Portugal no primeiro semestre de 2019, em relação a 2018.

Em concreto, a Teixeira Duarte passou de 51,6 milhões de euros para 11 ,5 milhões no volume de negócios da área imobiliária , com uma redução de 26,6 milhões de euros em Portugal, segundo escreve o Jornal de Negócios, citando o relatório intercalar de gestão divulgado esta quarta-feira.

O grupo argumenta que estes resultados devem-se ao factor de "se ter concretizado um significativo volume de vendas de imóveis antes em comercialização (que se havia traduzido num aumento de 128,7% em relação a 2017)".

Já no Brasil a diminuição nesta área foi de 13,3 milhões de euros, correspondente a 80,3% em termos homólogos, "para o que contribuiu também o facto de o normativo contabilístico aplicável aos empreendimentos em desenvolvimento ter diferido o momento de registo dos proveitos", indica o grupo.

Construção a crescer dentro e fora de Portugal

Em sentido inverso, acrescenta o diário, esteve o setor da construção, que cresceu nos primeiros seis meses 20,4%, sendo que só em Portugal a subida foi da ordem dos 23,7% "essencialmente devido ao bom desempenho conseguido no mercado privado", afirma.

No total, o volume de negócios da Teixeira Duarte cresceu 2,7% para 440 milhões de euros. Mas "mais do que a dimensão do aumento alcançado, destaca-se o facto de o mesmo constituir uma inversão da tendência de redução que se vinha verificando nos últimos cinco exercícios", aponta.