Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

IKEA deixa de usar artigos de plástico descartável

Gigante nórdico acabou com objetos de utilização única e quer meter fim a todo o plástico, na gama de decoração e restaurantes.

Photo by Stephanie McCabe on Unsplash
Photo by Stephanie McCabe on Unsplash
Autor: Redação

A IKEA quer, na próxima década, ser mais sustentável e ecológica, tendo como objetivo substituir, até 2030, todo o plástico utilizado por materiais renováveis ou reciclados - e deixando assim de depender de matérias-primas fósseis. Para já, o gigante nórdico da decoração acabou com o uso de todos os objetos que sejam feitos a partir de plástico descartável. Palhinhas, talheres, copos ou pratos são alguns dos artigos de utilização única que deixaram de estar disponíveis nos seus espaços comerciais.

Em alternativa, a IKEA disponibiliza opções produzidas a partir de fontes 100% renováveis, como é o caso das palhinhas de papel Förnyande. Por outro lado, nos seus restaurantes, a empresa anuncia que está a substituir os materiais plásticos por artigos descartáveis, mas sustentáveis.

Ana Barbosa, responsável pela área de Sustentabilidade da IKEA Portugal citada pela Marketeer, explica que eliminar o plástico, tanto da gama de decoração para a casa como dos restaurantes, cafés e bistros, é um passo importante para ajudar os clientes e a própria empresa a contribuir para um mundo sem desperdício. "Queremos ter um impacto positivo não só nas pessoas, mas também no nosso planeta. E, por isso, temos uma preocupação permanente com o ambiente", indica.