Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fundos internacionais disputam carteira de 10 hotéis em Portugal à venda por mais de mil milhões

Entre as propriedades à venda está o Palácio do Governador, um hotel de cinco estrelas em Lisboa, e nove hotéis da marca NAU.

https://www.palaciogovernador.com/
https://www.palaciogovernador.com/
Autor: Redação

A gestora de capital de risco ECS Capital tem à venda dois fundos de recuperação com ativos imobiliários em Portugal avaliados em mais de mil milhões de euros. Entre as propriedades à venda está o Palácio do Governador, um hotel de cinco estrelas em Lisboa, nove hotéis da marca NAU, no Algarve e no Alentejo, e também os centros comerciais La Vie.

De acordo com o site especializado em imobiliário PropertyEU, os ativos disponíveis deverão ser vendidos "com desconto". Fontes de mercado indicaram ainda ao Jornal de Negócios que a venda deste portefólio será "certamente o maior negócio imobiliário do ano e um dos maiores de sempre em Portugal" e que, apesar de colocado à venda na sua totalidade, existe abertura da ECS Capital para vender "sub-portefólios" caso as propostas apresentadas se revelem interessantes.

O Jornal Económico já tinha avançado a notícia de que a ECS Capital tinha colocado à venda os dois fundos de recuperação, apontando vários fundos internacionais como interessados em entregar propostas – entre eles estão a Bain Capital, Brookfield, Blackstone, Cerberus, Fortress, Davidson Kempner Capital Management, H.I.G. Capital e ainda o Kildare Partners. Mas ainda há outros nomes que poderão decidir avançar com propostas, como por exemplo a Arrow/Norfin. A Apollo também deverá entrar na corrida, segundo o PropertyEU.

O negócio em causa está avaliado em 1,5 mil milhões de euros, sendo que o produto da venda dos fundos de reestruturação reverterá para vários bancos detentores de unidades de participação, como o BCP, Santander, Novo Banco, CGD e Oitante.