Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

governo nega pressões para pedir resgate financeiro

Autor: rseabra

o “financial times deutschland” publicou hoje que o banco central europeu (bce) e a maioria dos países da zona euro está a pressionar portugal para recorrer ao fundo de resgate europeu. o porta-voz da comissão europeia já negou a notícia, bem como o governo português que a classificou de “completamente falsa

o jornal alemão, sem revelar as suas fontes e citado pela reuters, diz que o bce e a maioria das economias da zona euro estão a pressionar portugal para que peça ajuda financeira, de forma a poupar espanha de ter que fazer o mesmo

"essa notícia é completamente falsa e não tem qualquer fundamento", disse fonte oficial do governo à agência reuters, citada pelo jornal de negócios

também fonte oficial da comissão europeia, já negou a notícia. “desconhecemos qualquer pressão sobre portugal para pedir ajuda”, disse o porta-voz da comissão europeia, amadeu altajaf, em declarações citadas pela bloomberg

o ministério das finanças alemão também já fez saber que não está a exercer qualquer pressão neste sentido. "desmentimos a notícia, não temos explicação para ela. só podemos dizer que essa não é a nossa opinião e que não vemos necessidade de portugal recorrer ao fundo de estabilização europeu", declarou à lusa, em berlim, bertrand benoit, porta-voz para a imprensa estrangeira do ministério das finanças

segundo o jornal de negócios, o “financial times deutschland” cita uma fonte do ministério alemão das finanças, que diz que “se portugal recorrer ao fundo [de estabilização financeira], isso será bom para espanha, porque é um país que está fortemente exposto a portugal”

falsa ou não a verdade é que a notícia já fez subir os juros da dívida portuguesa e espanhola

em portugal, os juros das obrigações a 10 anos avançam 7,5 pontos base para 7,098% e levam o prémio de risco exigido pelos investidores para deter dívida portuguesa em vez da alemã, a avançar para 440 pontos base. na maturidade de dois anos os juros sobem 9 pontos base para 4,51%

em espanha, os juros progridem 5,4 pontos base para 5,229% na maturidade a 10 anos, enquanto os juros das obrigações a cinco anos estão a subir 2,8 pontos base para 4,583%. na maturidade de dois anos, a subida é de 6,7% para 3,573%