Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

sem orçamento rectificativo não há subsídio de férias

Autor: Redação

o governo justificou esta quarta-feira que sem o orçamento rectificativo os serviços não podem pagar os subsídios em junho. o governo adiou o pagamento dos subsídios de férias aos funcionários públicos e pensionistas para novembro porque os serviços do estado não tinham dinheiro para os pagar em junho. é que apesar do estado não ter problemas de financiamento este ano, antes do rectificativo ser lei os serviços não têm autorização para fazer mais despesa do que a inicialmente prevista, escreve o diário económico

foi isto mesmo que o governo explicou ontem no parlamento para justificar o pagamento do subsídio de férias apenas no final do ano