Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Governo vai criar novo Programa de Arrendamento Acessível

pxhere
pxhere
Autor: Redação

Dar resposta às necessidades das famílias portuguesas, para "promover uma oferta alargada de habitação para arrendamento a custos acessíveis", é o objetivo do novo Governo ao querer lançar um Programa de Arrendamento Acessível, previsto nas Grandes Opções do Plano para 2018 (GOP2018)

“Pretende-se, assim, dar resposta às necessidades das famílias de rendimentos intermédios que têm hoje, em alguns territórios, muita dificuldade em aceder ao mercado habitacional sem que isso comporte uma sobrecarga excessiva para o seu orçamento familiar”, avança o Governo na versão preliminar das GOP2018.

Reforçar apoios aos jovens

O documento indica que o executivo socialista de António Costa pretende avançar com o reforço do programa de apoio ao arrendamento jovem, promovendo, neste âmbito, a adaptação dos programas existentes tanto ao nível do apoio à procura, como de apoio ao investimento, em que se destacam o Programa Porta 65 - Jovem e o Programa Reabilitar para Arrendar, respetivamente. 

De momento, o Governo diz estar comprometido em otimizar os instrumentos que tem, mas no médio prazo (oito anos) promete "aumentar o peso da habitação com apoio público na globalidade do parque habitacional e baixar a taxa de sobrecarga das despesas com habitação no regime de arrendamento, em convergência com a atual média europeia”, lê-se no documento.