Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

A casa mais cara do mundo foi vendida por 200 milhões... e teve desconto de 43%

A mansão tem um jardim botânico com 14 hectares
Foi construída em 1830 / Foto: Marlene Awaad/Bloomberg
Autor: Redação

A histórica Villa Les Cedres, na Riviera Francesa - considerada a casa mais cara do mundo -, está a um passo de ser vendida. Ao que tudo indica, a fabricante de bebidas italiana Davide Davide Campari-Milano, dona da propriedade, fechou um acordo preliminar de venda por 200 milhões de euros a um comprador não identificado. Se a transação se concretizar, a mansão de luxo será vendida com 43% de desconto – o preço está abaixo dos 350 milhões de euros pedidos inicialmente.

Construída em 1830, a mansão está cercada por um jardim botânico que alberga cerca de 14 mil espécies de plantas, com vistas deslumbrantes para o seu entorno. A biblioteca é também ela imponente: nela podem ser encontrados 3.000 livros. Nas zonas de estar destacam-se as poltronas e mesas combinadas com grandes lustres, retratos do século XIX e molduras ornamentadas que adornam as paredes.