Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Projeto para novo jardim público e edifícios de habitação junto ao Palácio da Ajuda em Lisboa

A abertura do período de discussão pública sobre o projeto já foi aprovado pela CML, três anos depois de a proposta ter chegado aos serviços de Urbanismo.

Dguendel/CC-BY-4.0
Dguendel/CC-BY-4.0
Autor: Redação

O terreno localizado junto ao Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, com mais de 43 mil metros quadrados (m2), deverá ganhar nova vida, uma vez que o Estado aliou-se a um fundo imobiliário privado para fazer nascer naquele local um novo jardim público e edifícios para habitação. A abertura do período de discussão pública sobre o projeto já foi aprovado pela Câmara de Lisboa – três anos depois de a proposta ter chegado aos serviços de Urbanismo.

O projeto em causa, segundo a notícia avançada pelo Público, prevê a reabilitação da antiga Quinta das Damas, a abertura de um novo arruamento entre a Rua Bica do Marquês e a Rua Dom Vasco, e ainda construção de novos edifícios para habitação e de um jardim nas imediações do palácio. De acordo com o jornal, nesses edifícios deverá haver 80% de habitação e 20% para outros usos, que só serão definidos mais tarde, uma vez que, para já, só se conhecem apenas os volumes propostos, as novas áreas públicas e os acessos.

Segundo relata a publicação, a Direção-Geral do Tesouro e Finanças e o fundo imobiliário Maxirent, proprietários dos terrenos, fizeram chegar a proposta de unidade de execução à câmara em meados de 2017, mas o então vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, manifestou reservas quanto à proposta, em “banho maria” até agora.