Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Coimbra aprova Estratégia Local de Habitação: quer tornar o mercado mais acessível

A estratégia quer dar resposta às carências habitacionais e tornar o mercado mais acessível. Objetivo passa também pela criação de mais oferta de arrendamento.

Photo by Egor Kunovsky on Unsplash
Photo by Egor Kunovsky on Unsplash
Autor: Lusa

A Assembleia Municipal de Coimbra aprovou o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2021 no valor de 162,7 milhões de euros, o maior montante de sempre. Também deu luz verde à Estratégia Local de Habitação, que prevê um investimento de 33 milhões de euros nos próximos 10 anos para responder às carências habitacionais e tornar o mercado mais acessível.

A Estratégia de Habitação Local de Coimbra foi definida para um horizonte temporal de 10 anos e define prioridades a curto, médio e longo prazo na promoção e regeneração urbana no coração da cidade e na criação de mais oferta de arrendamento, através da construção e reabilitação de imóveis.

Após a aprovação na Assembleia Municipal, a Câmara de Coimbra poderá iniciar a elaboração da candidatura a financiamento no âmbito do programa do Governo 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

"Como evidencia o Orçamento, a Câmara Municipal continua a investir mais de metade dos seus recursos no exercício das suas funções sociais, com especial destaque para o apoio às famílias, à ação educativa, cultural e desportiva, à mobilidade e aos transportes, à habitação e à requalificação do espaço público", frisou o presidente Manuel Machado.

O autarca salientou ainda que o município, à semelhança dos últimos anos, não vai aumentar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), o custo da água e os tarifários dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC).