Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cinco dicas para ter uma casa (mais) saudável para o corpo e a mente

É importante transformar a casa num lugar privilegiado para cultivar e proteger o bem-estar. A qualidade dos espaços interior é, por isso, fundamental.

Edil Pepe
Edil Pepe
Autor: Redação

A casa tornou-se mais do que um lar, por causa do confinamento: é um refúgio, um local de trabalho, convívio e ensino. Portanto, é essencial que o bem-estar físico e psicológico esteja no centro de tudo. A pensar nisso, deixamos-te cinco dicas para construir uma casa (mais) saudável para o corpo e a mente.

“É fundamental, com um projeto saudável e alguns cuidados, transformar a casa num lugar privilegiado para cultivar e proteger o bem-estar” - explica Antonio Pepe, fundador da Edil Pepe, empresa de design de edifícios da Altamura. Para isso, é necessário "criar casas construídas com técnicas construtivas e arquitetónicas que promovam certos estados de bem-estar que também estejam em sintonia com a mente de quem nela vive ”.

Edil Pepe
Edil Pepe

A patente "BeS", um sistema de design criado por Edil Pepe, mede e certifica o nível de qualidade dos espaços interiores de uma casa e coloca a proteção da saúde e do bem-estar no centro das atenções. Na prática, existem cinco aspetos centrais para criar essas condições:

Edil Pepe
Edil Pepe

1. Paredes espessas para melhorar a eficiência energética

Em Itália, a maioria das casas são insatisfatórias do ponto de vista da eficiência energética: muito quentes no verão e bastante frias no inverno, com baixo poder de isolamento e causa de asma, rinite, dificuldade de concentração, dor de cabeça, causando estados de ânimo como ansiedade, stress e outras doenças que afetam o estado psicológico de quem lá vive.

Edil Pepe criou um sistema construtivo inovador, denominado simplesmente de P55: uma parede perimetral de 55 cm, feita com cal e gesso, e blocos de tufo que remetem aos mais antigos edifícios construídos com paredes muito espessas, com baixa dispersão de calor, baixo consumo de energia, poupança na fatura, alta durabilidade, alto isolamento acústico, influência positiva no clima termo-higrométrico, alta resistência a terramotos.

2. Ventilação mecânica e desumidificação para uma casa saudável e purificada

Outro elemento a considerar para um bom relacionamento com o meio que nos rodeia no dia a dia é a ventilação mecânica, uma tecnologia de última geração que permite uma troca contínua de ar, expelindo o ar viciado e introduzindo ar externo purificado e condicionado. O sistema reduz a carga de ar de renovação externo e fornece energia adicional para manutenção das condições internas, dificultando a formação de condensação e os sintomas mais comuns que a baixa qualidade do ar pode trazer.

Numa casa saudável, a desumidificação também é importante porque a humidade é um elemento importante para a saúde. O excesso de humidade pode ser gerado por condensação, infiltrações, paredes húmidas ou presença de mofo. Segundo a OMS, humidade e mofo podem causar sérios problemas, principalmente para crianças e adolescentes que moram em casas insalubres. As doenças respiratórias são quase sempre consequência indesejável do excesso de humidade na casa. Além disso, num ambiente saudável, não haverá ácaros. A desumidificação é, portanto, capaz de diminuir a humidade supérflua do ar interno, retirando-o do ambiente interno e misturando-o com o ar externo, rico em oxigénio.

Edil Pepe
Edil Pepe
3. Aquecimento inteligente e automático

Aquecimento totalmente automático, conforto ótimo em toda a casa e poupança nas contas: para aliar os três objetivos é necessário fazer o sistema de aquecimento funcionar de forma inteligente, de forma a fornecer apenas a energia necessária para equilibrar as perdas de calor.

A regulação da temperatura com bomba consiste numa bomba que transfere o calor do ar exterior para a água do sistema de aquecimento e produção de água quente sanitária através de um cronotermóstato programável. Ou seja, é uma alternativa ecológica ao aquecimento tradicional, graças às fontes de energia renováveis ​​e gratuitas, uma vez que o calor já presente na natureza é extraído para ser transferir para o interior de casa. Este sistema reduz o consumo de energia e permite poupar.

Edil Pepe
Edil Pepe

4. Biopintura com baixo impacto ambiental

Até mesmo a pintura das paredes terá um papel essencial para ajudar a preservar o bem-estar psicofísico. O mineral orgânico é uma forma de tinta não química, de baixo impacto ambiental, não tóxica, hipoalergénica, e possui uma resistência cromática superior, garantida por pelo menos 20 anos. Além disso, é livre de substâncias voláteis prejudiciais e irritantes. Promove a transpiração natural do material tratado e preserva os pulmões, evitando fungos e bactérias nas superfícies das paredes.

5. Domótica para uma casa de última geração

A automação residencial é o conjunto de tecnologias que permitem a integração "inteligente" de sistemas. Permite a gestão coordenada de todos os dispositivos através de um ponto de programação, permitindo assim a integração e coordenação de diferentes funções como iluminação, eletrodomésticos, rega, aquecimento, alarme, etc. Através deste sistema, de fatco, a automação dos sistemas de um apartamento pode ser ativada até remotamente. Este sistema permitirá um aumento significativo de desempenho, otimizando o consumo.

A automação oferecida pela domótica garante níveis de segurança cada vez mais elevados, tanto contra eventos perigosos como contra intrusões. Também será possível detetar vazamentos de gás, inundações, incêndios, falhas elétricas. Por meio de alguns dispositivos, portanto, é possível gerenciar esses parâmetros como a qualidade do ar, clima, luzes que afetam significativamente a vida humana, tanto física como psicológica.