Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

as 4 tendências e as 10 novidades mais chamativas do salão internacional do mobiliário de milão 2013 (fotos)

o salão internacional do mobiliário de milão é um dos eventos mais importantes do sector a nível mundial
Autor: Redação

à semelhança de anos anteriores, o idealista voltou a marcar presença no salão internacional do mobiliário de milão (itália) 2013 – decorreu de 9 a 14 de abril – para apresentar as tendências de decoração e design. não é fácil fazer um resumo do evento, um dos mais conceituados do mundo no sector, que contou com a presença de centenas de empresas e trabalhadores independentes, mas arriscámos escolher os 10 objectos mais interessantes que tivemos oportunidade de ver e que são um bom resumo das novas tendências mobiliárias

as quatro novas tendências:  

a) o material protagonista foi a madeira

o plástico, o vidro, o metal e o mármore também estiveram presentes, mas a madeira teve protagonismo destacado. 7 das 10 peças que seleccionámos são de madeira, sendo que algumas combinam a madeira com o cobre  

b) as curvas estão na moda

as formas sinuosas, de curvas elegantes e superfícies onduladas, são a outra grande protagonista da feira. o modernismo rectilíneo de le corbusier está “out” e a inspiração do mobiliário vintage dos anos 40 e 50 está “in”

c) o humor triunfa

o humor e a vontade de jogar e seduzir uniram-se no evento, que contou com a presença de peças quotidianas a uma escala gigantesca, como por exemplo o banco molletta de riva1920

d) o mobiliário exclusivo ganha preponderância

outra grande tendência foram os imóveis de série limitada, incluindo peças únicas, protótipos, móveis-esculturas e peças feitas à mão. o tradicional revela-se à indústria do sector, sendo que uma peça de mobiliário pode ser vista como forma de arte e não apenas como um “objecto” meramente funcional

as 10 novidades mais chamativas

em baixo mostramos-te as peças que mais nos chamaram a atenção do salão internacional do mobiliário de milão de 2013

1) banco molletta, uma gigantesca mola da roupa

assinatura de baldessari & baldessari para riva1920. objectos quotidianos com tamanho gigantesco e fora do contexto assumem um novo significado 


 

2) sofá dream chair, do arquitecto japonês tadao ando, para carl hansen & son
peças de mobiliário assinadas por arquitectos de renome continuam com muita procura
 


 

3) sofá “4 olga” de william sawaya para sawaya & moroni
 
as formas orgânicas em madeira, material que é um dos protagonistas do mobiliário actual 

 

 4) banco folie de shirley van piere para produzione leclettico

 um jogo óptico, inspirado no reflexo que recria um banco tradicional visto em perspectiva

 

5) conjunto de mesas element, de tokujin yoshioka para desalto

o minimalismo impessoal em branco e preto, tão em voga nos anos 90 do século passado, continua a funcionar

 


6) o conjunto neotoi, de roberto giacomucci para emporium
 
não são móveis para crianças, ainda que pareçam, mas sim uma tentativa de criar uma colecção optimista para a vida quotidiana
 
7) o banco-escadote desmontável uzit, de maarten olden para mo,o
 

o móvel prático, desmontável, que poupa espaço e é multifunções continua a ser o irmão mais novo e meio “esquecido” do design
 


 
8) estantes kao, de pierre rochepeau para drugeot labo

um jogo matemático de reticulados que faz lembrar o mundo árabe
 


9) banco público ribbon chair, de vivianne kollevris em betão armado, para melbourne movement

o jogo da dureza e resistência do material combinado com as formas elegantes e subtis cria um móvel surpreendente
 


10) série de mobiliário em cimento baseado em imagens pixelizadas de mobiliário tradicional, after image, de bomi park

na verdade não é um móvel, ou será? talvez mais um jogo entre as formas pixelizadas de uma imagem de computador e um móvel do mundo real
 
Artigo visto em
(idealista news)