Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

A biblioteca “flutuante” do Monte Tai: uma montanha sagrada na China

Um projeto do Gad Line + studio.

Na China
Vista aérea da estrutura / Créditos: Octopus Jianzhu, Jin Xiaowen, Pan Bing/ Gad Line + studio via The Cool Hunter
Autor: Redação

As nuvens brancas flutuantes são uma visão comum no Monte Tai, uma montanha de grande significado histórico e cultural localizada ao norte da cidade de Tai'an, na província de Shangdong, na China - é a mais oriental e muitas vezes considerada a mais importante das cinco grandes montanhas chinesas. Está associada à renovação, nascimento e nascer do sol.

Agora, esta montanha formidável tem uma outra nuvem permanente ao seu lado: uma estrutura onírica que serve como biblioteca e espaço de meditação, que foi “encomendada” pelo Lushang Pusu (Tai'an) Cultural Tourism Development.

O Gad Line + studio é o responsável pelo projeto. Criou uma estrutura elegante e firmemente ancorada na montanha, parecendo flutuar em cima dela. Parte do “desenho” teve de ser configurado no local, com a ajuda de arquitetos e designers sempre presentes, dada a exigência do espaço. As grandes janelas conferem leveza à estrutura, criando uma verdadeira moldura da paisagem que a envolve, criando-se uma atmosfera perfeita para ler ou meditar.