Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Este arranha-céus com casas de luxo tem vistas espetaculares da ponte de São Francisco

Esta impressionante torre abriga um total de 392 unidades de apartamentos de dois e três quartos, dos quais 40% foram lançados abaixo do preço de mercado.

Exterior
A vista do arranha-céus / Scott Hargis Photo
Autor: Vicent Selva (colaborador do idealista news)

Nos últimos anos, São Francisco, com quase 900.000 habitantes, está a enfrentar um problema de habitação, naquele que é um mercado caracterizado por ter casas a preços exorbitantes. O problema está a aumentar e não há respostas claras para resolvê-lo, nem da administração pública, nem do setor privado, embora existam muitas iniciativas lançadas para aliviar este cenário. E alguns deles têm a arquitetura e o urbanismo como protagonistas.

Entre estes últimos, encontramos um projeto espetacular que foi concluído recentemente: o MIRA, um empreendimento residencial urbano no coração de São Francisco. A apenas alguns quarteirões da Bay Bridge, Embarcadero e Rincon Park, esta torre de quase 122 metros de altura foi construída pelo Studio Gang para criar uma nova comunidade no distrito de Transbay. Esta impressionante torre abriga um total de 392 unidades de apartamentos de dois e três quartos, dos quais 40% foram lançados abaixo do preço de mercado.

Dessa forma, o design responde à necessidade de habitações densas em São Francisco e oferece novos modelos de sustentabilidade, ao mesmo tempo que reinterpreta as tradições arquitetónicas da cidade. Envolve a clássica janela panorâmica, uma característica familiar das primeiras casas de São Francisco, que é reinventada num contexto de arranha-céus.

Girando gradualmente sobre a altura da torre, as janelas oferecem vistas amplas, luz natural durante todo o dia e ar fresco. Ampliando os espaços internos e oferecendo plataformas para ver a cidade de todos os ângulos, as janelas de fazem de cada casa uma unidade de esquina.

O objetivo de ser ambientalmente sustentável reflete-se em múltiplos elementos, além da alta eficiência energética. As características das grandes janelas permitem uma fachada de alto desempenho 51% opaca, sem inibir vistas de quase 180 graus em cada unidade. A fachada de alto desempenho, juntamente com um inovador sistema de refrigeração VRF, permite que o edifício exceda os ambiciosos padrões de energia do Título 24, o exigente código de eficiência energética do estado da Califórnia. Isso, combinado com um sistema de captação de águas de última geração, telhados verdes e equipamentos de alta eficiência, coloca o projeto no alvo da certificação LEED Gold.