Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Dicas para “vestires” as janelas da tua casa (fotos)

Autor: Redação

As janelas são o elemento arquitetónico que interligam o interior com o exterior, dão-nos luz natural, ventilam as nossas habitações. Na decoração, merecem um grande destaque. 

As cortinas transformam o ambiente, controlam o excesso de luz solar que penetra pela janela e dão um caráter de privacidade aos habitantes. Existem muitos fatores que devem ser considerados na escolha do tipo de cortina adequado para cada situação. Antes de definires qual é a melhor opção de cortinas considera dois aspetos: se a janela que vais cobrir dá para uma paisagem atrativa e com boa luz ou se é exatamente o contrário: é só para ventilação. Se a vista for bonita, evita cores escuras, que vão esconder a paisagem. Opta por tecidos claros e leves, colocados de forma a que possam ser recolhidos nas laterais da janela durante o dia.

Há muitas decisões importantes a serem tomadas. Uma é perceber se as cortinas estão de acordo com o estilo das janelas. As cortinas ou persianas podem melhorar drasticamente a aparência do espaço. Uma janela bem vestida também pode potenciar a restante decoração.

Determina um orçamento
Começa por definir um orçamento. Há várias opções para decorar uma janela. desde tecidos, suportes e varões, acessórios de todo o tipo de valores. Podes optar por cortinas já feitas com uma medida standard ou recorrer a ajuda de um profissional e fazer por medida. Tudo depende de quanto queres gastar na decoração da janela.

Medir janelas é fundamental, onde meio centímetro pode fazer toda a diferença… Utiliza sempre uma fita métrica para medir janelas e nunca uma régua. Se optares por cortinas feitas, mede a altura e a largura necessária para cada uma; se vais adquirir ou combinar com um estore, vê primeiro se o vais instalar por fora ou por dentro da janela e tira as medidas de altura e largura baseadas nesse mesmo espaço. Se optares por um aconselhamento profissional, não te preocupes. eles saberão qual o melhor procedimento a fazer.

O espaço e a janela
A envolvência do espaço existente determina a escolha de estilo que irá vestir a janela. Um quarto requer um ambiente mais acolhedor com cortina de voile e pendentes em tecido, ao contrário de um escritório, que poderá ter uma envolvente mais minimalista, com um blind ou estores de madeira, ou de uma sala de jantar formal, que pode ter cortinados mais requintados.

O primeiro passo na escolha de uma decoração de janelas é considerar o efeito que se quer conseguir, ora nas janelas, ora na divisão em que se inserem. Por exemplo, se tiveres janelas lindíssimas e uma vista de admirar vais querer mostrá-las, por isso, o ideal seria uma decoração baseada em transparências. Por outro lado, se a janela é o ponto mais fraco da divisão, uma decoração bem pensada que combina cortinas e estores pode transformar o ambiente em algo sublime. 

Como vários outros acessórios de decoração, as janelas conseguem passar efeitos diferentes se usadas de forma estratégica. Uma cortina comprida que vai até o chão dá a sensação de que o pé direito é maior, o que faz com que o ambiente pareça mais espaçoso e elegante.

Como escolher
Para situações onde a janela está virada para um boa paisagem, opta por tecidos claros e leves, colocados de forma a puderem ser recolhidos nas laterais da janela durante o dia de forma a entrar luminosidade e usufruir da vista. Cortinas de tecidos leves, como voiles, não impedem a passagem da luz, mas não garantem privacidade. Quando houver necessidade de maior privacidade o indicado é complementar uma cortina leve e transparente com blinds de rolo ou persianas em madeira, bambu ou lâmina de alumínio, que permitirão reduzir a luz vinda do exterior sem impedir a ventilação. Para impedir completamente a entrada da luz, opta por tecidos black out ou tecidos forrados para maior obscuridade.

Quando a janela está inserida numa paisagem menos atraente, o tecido pode ser alegre, de cores vivas e de preferência, de trama grossa, para neutralizar a vista. Dependendo do estilo da casa, um linho estampado, um cetim ou um veludo podem ser boas opções. Em ambientes pequenos, opta por cores suaves e tecidos lisos ou com pouquíssima estampa.

Em geral, ambientes com pé direito altos exigem cortinas verticais e longas. Os mais baixos ficam melhor com cortinas de formatos horizontais. Em espaços pequenos, a melhor opção são cortinas simples e com tecidos que não pesem muito no ambiente.

Texto e fotografias de: