Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empréstimos

Últimas notícias sobre "Empréstimos" publicadas em idealista.pt/news

Prestações da casa: famílias deixam de pagar mais de 500 milhões com moratórias

As moratórias bancárias foram um balão de oxigénio para muitos portugueses, que, devido à pandemia da Covid-19, viram as respetivas prestações suspensas, sobretudo as relativas ao crédito à habitação. Foram mais de 750 mil as moratórias aprovadas e/ou concedidas até 30 de setembro, data em que terminou o prazo para se aceder à moratória pública – foi entretanto prolongado até março de 2021 –, correspondentes a empréstimos no valor de cerca de 45 mil milhões de euros. Quase metade dos financiamentos (42%) eram contratos de crédito à habitação e outros créditos hipotecários (317.606), tendo já ficado por pagar, desde o início da crise pandémica, mais de 500 milhões de euros em prestações da casa.

Notícia sobre:

Nova vaga de moratórias bancárias em Portugal com luz verde da Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) deu “luz verde” ao lançamento de uma nova vaga de moratórias bancárias, com o objetivo de aliviar o impacto da pandemia da Covid-19 a empresas e particulares – neste caso, a maioria das moratórias, em Portugal, é relativa a empréstimos para a compra de casa. A decisão foi tomada esta quarta-feira (2 de dezembro de 2020) e tem efeitos a partir de 1 de outubro até 31 de março de 2021. O Governo "congratulou-se", entretanto, com a decisão.

Notícia sobre:

O que é (e como obter) o Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal?

O que é o Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal (BdP) e para que serve este documento? Trata-se, na prática, de uma informação que agrega todos os teus créditos e que identifica qual o banco ou instituição financeira onde tens empréstimos, bem como quais são as tuas obrigações mensais. 

Notícia sobre:

Portugal é o rei da Europa no peso das moratórias no crédito total concedido pelos bancos

Entre 27 de março e final de agosto, os bancos receberam pedidos para moratórias relativas a 787.807 contratos de crédito, tendo sido aplicada esta medida a 726.996 contratos – a maioria dos empréstimos abrangidos pelas moratórias (42,9%) são relativos a financiamentos para habitação própria permanente e outros créditos hipotecários. Números que fazem com que os bancos nacionais sejam, à escala europeia, os que têm a maior proporção de moratórias em relação ao crédito total: representam perto de 22% do crédito, mostra o relatório da DBRS.

Notícia sobre:
Gtres

Termina hoje o prazo para aceder à moratória do crédito à habitação – regime em vigor mais um ano

Termina esta quarta-feira (30 de setembro de 2020) o prazo para aderir às moratórias bancárias, que permitem suspender o pagamento das prestações dos empréstimos, nomeadamente do crédito à habitação. Recorde-se que recentemente o Governo decidiu prolongar por mais seis meses – até 30 de setembro de 2021 – as moratórias, uma decisão que a Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor vê com bons olhos. Lamenta, no entanto, que a data-limite para aderir não tivesse sido adiada pelo Executivo, mantendo-se, “para já”, até ao final do dia de hoje.

Notícia sobre:

Moratórias de crédito à habitação: muitas privadas serão revistas e transferidas para o regime público

O prolongamento, até 31 de março de 2021, da moratória que permite suspender o pagamento das prestações dos empréstimos bancários, nomeadamente do crédito à habitação, é uma espécie de balão de oxigénio para as famílias, em tempos de pandemia da Covid-19. Muitas serão, no entanto, chamadas a rever as moratórias que já lhes foram atribuídas, em concreto aqueles agregados que tinham moratórias privadas e que passam agora a estar abrangidos pelas moratórias públicas.

Notícia sobre:

Empréstimos para rendas: IHRU vai ser menos tolerante na gestão dos pedidos

O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) já recebeu 1.896 pedidos de empréstimos para apoio no pagamento das rendas, tendo sido recusados 16 por falta de elementos. A entidade avisou, de resto, que vai começar a ser menos tolerante nos processos que não reúnam a documentação necessária, e que serão, por isso, mais facilmente chumbados.  

Notícia sobre: