Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço casas Londres

Últimas notícias sobre "Preço casas Londres" publicadas em idealista.pt/news

Comprar casa em Londres custa 14 vezes mais que o salário bruto anual...

O preço das casas em Londres (Reino Unido) continua a subir em flecha, sendo que a procura ultrapassa a oferta e que as baixas taxas de juro fazem com que esteja a aumentar o crédito à habitação. Os números falam por si: um londrino paga agora mais 14,2 vezes que o seu salário bruto anual de 33,7 mil libras (42 mil euros) para comprar uma casa, o valor mais alto de que há memória e mais do dobro do rácio do Reino Unido como um todo.

Notícia sobre:

Comprar casa em Londres nunca foi tão caro...

Comprar casa em Londres (Reino Unido) é cada vez mais caro. Esta é, de resto, uma tendência que parece ter vindo para ficar. Em fevereiro, por exemplo, o valor pedido pelos imóveis subiu 5,4% na área metropolitana, ou seja, em média uma casa na capital britânica custa 643,8 mil libras (829 mil euros), o montante mais elevado de sempre.

Notícia sobre:

A casa mais barata de Londres é um estúdio de sete m2 que custou 111.000 euros

Ao contrário do que acontece em praticamente todo o mundo, em Londres, os preços das casas são negociados “por cima”. Na capital britânica, um imóvel de dimensões consideradas médias custa uma pequena fortuna. Um exemplo: na semana passada, um estúdio de apenas sete m2 que foi posto à venda por 105.000 euros acabou por ser vendido por mais de 111.000 euros.
Notícia sobre:

Tomar banho e o pequeno almoço ao mesmo tempo? Em Londres é comum o duche estar na cozinha

Um apartamento mínimo foi colocado no mercado para arrendar em Londres, com um chuveiro construído na cozinha, por 347 libras (cerca de 475 euros), um preço razoável na capital inglesa que é uma das cidades mais caras do mundo. E este insólito anúncio não é, porém, uma raridade no mercado imobiliário londrino, onde é cada vez mais habitual encontrar este tipo de ofertas.
Notícia sobre:

2x1: Comprar casa na capital e receber outra grátis na praia, a última tendência em Londres

O pacote 2x1, a clásica estratégia dos supermercados, acaba de chegar ao setor imobiliário britânico. Uma companhia oferece a possibilidade de comprar um apartamento em Londres e obter grátis uma casa em Cornualles, um dos lugares de férias mais bonitos do país.

Notícia sobre:

Radiografia do dia: Preço das casas no Reino Unido face a 2007/2008

Este gráfico indica a diferença de preços praticada atualmente no setor imobiliário no Reino Unido face a 2007/2008. Segundo dados da consultora Savills, os preços das casas em Londres aumentaram bastante nos últimos anos, mais de 20% no centro da cidade.

Notícia sobre:

Londres: “desaparecem” lojas e cafés e abundam agências imobiliárias

Os sinais da existência de uma bolha imobiliária no Reino Unido são evidentes. A última prova disso mesmo é a abertura desenfreada de agências imobiliárias e aumento de profissionais a trabalhar no setor. Uma situação que está a prejudicar o comércio em Londres, já que muitas ruas da cidade começam a ficar despidas de lojas e cafés.

Notícia sobre:

Londres: como ganhar 120 mil euros em três meses com casas em planta

A existência de uma bolha imobiliária em Londres é muitas vezes desmentida mas há dados que começam a indicar que essa é uma realidade. À subida média de cerca de 317 euros diários no preço das casas junta-se agora outro dado: os investidores ganham 120 mil euros em três meses a comprar e vender casas em planta.

Notícia sobre:

Viver em Barcelona e viajar para Londres é mais barato que arrendar casa na cidade

O blogger britânico Sam Cookney quis denunciar a loucura que é comprar ou arrendar uma casa em Londres comparando preços com outras cidades. A conclusão é reveladora: sai mais barato arrendar uma casa bem maior em Barcelona (Espanha) e viajar diariamente de avião para a capital britânica do que viver na própria cidade.

Notícia sobre:

Um pequeno apartamento em Londres custará 44 milhões de euros em 2050

O preço das casas em Londres está a aumentar a um ritmo vertiginoso, cerca de 9% ao ano, o que quer dizer que um pequeno apartamento no centro da capital britânica poderá custar cerca de 44 milhões de euros em 2050. Um imóvel na zona exclusiva de Londres custa atualmente 1,8 milhões de euros, mais 9% que no ano passado.

Notícia sobre: