Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como trabalhar a partir de um paraíso? Programa ‘Home in Curação’ nas Caraíbas tem a resposta

O programa foi criado pelo governo local e consiste em conceder vistos especiais de seis meses.

Pixabay
Pixabay
Autor: Redação

Há um novo paraíso tropical que quer atrair os trabalhadores remotos e os chamados nómadas digitais. Trata-se da ilha holandesa Curaçao, situada nas Caraíbas junto à costa da Venezuela. Para o fazer, o governo local criou o programa “At Home in Curaçao”, que pretende ser um íman para estes trabalhadores, já que lhes concede vistos especiais de seis meses, que podem ser renovados por igual período.

O clima tropical da ilha é, por si só, já um ponto atrativo. Curaçao é a clássica ilha com praias brancas e águas cristalinas, nas quais saltam à vista recifes de coral. Ali, a temperatura média é de 28 graus e a temperatura do mar é geralmente de 27 graus, isto porque é um local que recebe a luz solar quase 365 dias por ano. Depois, esta também é uma das poucas ilhas das Caraíbas que raramente são atingidas por furacões e, por esse motivo, Curaçao consta na lista de destinos tropicais preferidos no verão para muitos, até porque é nesta época em que estes eventos meteorológicos extremos ocorrem com mais frequência.

Além de um clima que se assemelha a um ‘paraíso’ na Terra, Curaçao possui também uma ligação à Internet estável. Para quem quiser participar neste programa só precisa de cumprir dois requisitos: primeiro ter a possibilidade de trabalhar remotamente e depois ter rendimentos suficientes para manter a sua estadia. Assim que o pedido do visto especial for aceite, basta pagar uma taxa de 294 dólares (cerca de 241 euros à taxa de câmbio em vigor) e mostrar que já tem o bilhete de ida e volta.