Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: banca estrangeira adere à mora e reduz spreads

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O alemão Deutsche Bank e o britânico Barclays juntaram-se à recente moda de redução de ‘spreads' no crédito à habitação, elevando assim para seis as instituições financeiras que já baixaram no custo dos empréstimos para a compra de casa desde o início do ano.

Depois da CGD e do BCP-0.57% terem cortado ‘spreads' em fevereiro, foi a vez do Santander e do Crédito Agrícola terem revisto também em baixa o custo do crédito logo nos primeiros dias de março, lembra o Diário Económico, dando a conhecer que este movimento está agora a ser acompanhado pela banca estrangeira.

O Barclays fez um corte muito ligeiro no limite máximo, de 6,4% para 6,3%, e o Deutsche Bank optou por corte mais providencial em ambos os limites do crédito, revendo o limite mínimo de 3% para 2,5%, enquanto o máximo passou de 6,75% para 5,55%.

Esta tendência reflete-se já na taxa de juro média praticada nos novos empréstimos que, em janeiro, ficou abaixo dos 3% pela primeira vez em quatro anos.