Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugueses pagam prestação média de 314 euros por mês no crédito à habitação

Autor: Redação

Nos contratos de crédito à habitação celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação registado em outubro foi de 314 euros, menos um euro do que no mês anterior, segundo os dados revelados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). E o montante médio do capital em dívida fixou-se em 85.251 euros (84.974 euros em setembro).

Já a taxa de juro implícita no conjunto dos empréstimos à habitação passou de 1,228% em setembro para 1,225% em outubro, completando uma série de 16 meses de queda, escreve o Público, com base nos dados do INE.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses a taxa de juro também continua a cair, passando de 2,317% em setembro para 2,281% em outubro.

A queda da taxa implícita reflete, tal como diz o jornal, a descida das taxas Euribor, a que estão associados a quase totalidade dos contratos à habitação em Portugal. As taxas Euribor estão em mínimos históricos, com o prazo de três e seis em terreno negativo.

O valor médio da prestação vencida para o conjunto dos empréstimos manteve-se inalterado face ao observado em setembro, fixando-se em 239 euros.

O montante de capital médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação foi inferior em 115 euros ao registado em setembro, situando-se em 52.248 euros em outubro.