Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: guia para reduzires até um quarto da tua prestação

Autor: Redação

Este será um dos melhores momentos para pedir um empréstimo ao banco para a compra de casa. As taxas Euribor estão negativas em todos os períodos (três, seis ou 12 meses) e os bancos estão novamente mais disponíveis para dar crédito à habitação, estando, na generalidade dos casos, a baixar os spreads - a margem que cobram sobre as Euribor.

Se queres aproveitar esta boa onda e vais procurar um empréstimo para a casa o melhor é, segundo o Observador, que comeces pela Caixa Geral de Depósitos. Depois, passas pelo Banco BIC, pela UCI e pelo Novo Banco.

A ronda que o Observador fez pela banca portuguesa aponta para spreads médios de 2,5%, mas o jornal diz que encontrou quem ofereça 1,75% ou 1,85%. E simulou créditos para três perfis de clientes bancários junto de uma dezena de instituições financeiras, através dos quais poderás conseguir uma redução de até 25% na prestação.

Estes cenários traçados pelo Observador, que podes ler aqui na íntegra (com tabelas) são bons pontos de partida para procura de um empréstimo para comprar casa, 

No mercado, há outras 15 instituições que anunciam conceder crédito à habitação, mas que, de acordo com o mesmo artigo, não têm simuladores na Internet:

  • Abanca: spreads de 1,25% a 4,25%,
  • Atlântico Europa: spreads de 3,50% a 7,50%,
  • Banco de Investimento Global: spreads de 2,75% a 5,00%,
  • Banco Popular: spreads de 1,75% a 3,50%,
  • Banco Português de Gestão: spreads de 1,00% a 9,00%,
  • Banco Primus: spreads de 2,90% a 3,90%,
  • BBVA: spreads de 2,50%,
  • Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Chamusca: spreads de 2,25% a 5,00%,
  • Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Bombarral: spreads até 7,00%,
  • Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Mafra: spreads de 4,00% a 7,00%,
  • Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Torres Vedras: spreads até 5,50%,
  • Caixa de Crédito Agrícola Mútuo dos Açores: spreads de 3,00% a 6,00%,
  • Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo: spreads de 2,00% a 6,00%,
  • Deutsche Bank: spreads de 1,50% a 5,00%,
  • IberCaja: spreads de 3,00% a 5,00%.

Por isso, aconselha ainda, quem está à procura de habitação e quer garantir que contrata o crédito mais barato, deve também procurar simular junto destas instituições de crédito, nomeadamente através de contactos telefónicos ou visitas aos seus balcões ou escritórios.

O Abanca, o Banco Popular e o Deutsche Bank, pelos seus spreads mais baixos, devem ser adicionados à lista de simulações. O Banco Português de Gestão, que tem spreads desde 1%, só dá crédito aos respetivos colaboradores, remata o Observador.