Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Prestação da casa com Euribor a seis meses sobe pela primeira vez em quatro anos

Autor: Redação

Quem pediu dinheiro emprestado ao banco para comprar casa tem visto a prestação baixar, devido à descida das taxas Euribor. Mas o cenário vai inverter-se, pelo menos para os portugueses com crédito à habitação indexado à Euribor a seis meses, que vão sofrer o primeiro agravamento da prestação desde 2014. A boa notícia: a mensalidade vai subir, mas pouco.

Desde há quatro anos que as taxas Euribor não subiam. O aumento em causa, segundo o ECO, irá afetar os créditos cujas taxas de juro são revistas este mês. Quem tiver contraído um empréstimo no valor de 100.000 euros a 30 anos e com um spread de 1% associado à Euribor a seis meses vai ver a prestação mensal fixar-se nos 309,34 euros. Este valor representa uma subida de 0,03% face à última revisão, em setembro, o equivalente a nove cêntimos.

Trata-se, na verdade, de um aumento simbólico, já que é a primeira vez, desde há quatro anos, que estas famílias vão sentir uma subida dos encargos com o empréstimo da casa.

O mesmo aconteceu há seis meses aos portugueses com crédito à habitação indexado à Euribor a três meses, que viram as taxas aumentar. Ainda assim há boas notícias para estas famílias: o valor das prestações em abril deverá manter-se inalterado, fixando-se por mais três meses nos 306,8 euros mensais, tendo em conta um financiamento nas mesmas condições que o descrito em cima.