Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empréstimo para comprar casa

Últimas notícias sobre "Empréstimo para comprar casa" publicadas em idealista.pt/news

Crédito à habitação: Bankinter oferece o spread mais baixo do mercado nacional

A Covid-19 “chegou” a Portugal há quase um ano, mas se há negócio que parece estar imune à crise pandémica é o do crédito à habitação. Hoje damos o pontapé de saída a uma nova rubrica do idealista/news, intitulada crédito à habitação do mês, na qual mostramos as principais condições oferecidas por vários bancos no que respeita ao financiamento da compra de casa. No caso do Bankinter destaque para o facto de ter o spread mais baixo do mercado: 0,95%.

Notícia sobre:

‘Stock’ do crédito às famílias atinge máximo de cinco anos alavancado pelos empréstimos da casa

O 'stock' dos empréstimos concedidos pelos bancos aos particulares/famílias ascendia no final de dezembro de 2020 a 120.751,4 milhões de euros, mais que em novembro (120.515,5 milhões de euros) e que no período homólogo (118.829,3 milhões de euros), sendo preciso recuar até julho de 2015 para encontrar um valor mais elevado. Um montante, de resto, alavancado pelo crédito à habitação, visto que o total de empréstimos concedidos a particulares para este efeito aumentou para 95.041 milhões de euros. Em causa estão dados do Banco de Portugal (BdP).

Notícia sobre:

Entender o spread do crédito à habitação

O que é o spread do crédito à habitação e que impacto tem na prestação a pagar ao banco todos os meses na sequência da concessão de um empréstimo para a compra de casa? Esta é uma componente a ter em conta na hora de pedir um financiamento bancário, um tema, de resto, que tem levado a uma “guerra de spreads” no crédito à habitação. Explicamos tudo sobre este assunto com a ajuda de especialistas.

Notícia sobre:

O que se deve ter em conta antes de pedir um empréstimo para a compra de casa?

Pedir um empréstimo para a compra de casa é uma grande responsabilidade. E não será fácil obter este financiamento, pelo menos se não forem cumpridos alguns requisitos fundamentais. O banco terá de avaliar vários critérios, nomeadamente os rendimentos e  a estabilidade laboral. E claro, a idade também "entra nas contas". Eis uma lista do que é preciso ter em conta.

Notícia sobre:

Empréstimo para a compra de casa à distância é possível? Sim... e explicamos como

Tal como a procura de casa, também o crédito à habitação, se tem tornado num processo cada vez mais digital e um dos efeitos da pandemia da Covid-19 foi acelerar essa transição. Os velhos tempos, com as tradicionais deslocações e reuniões presenciais, são cada vez mais uma memória distante e, atualmente, a regra é outra: sim, é possível avançar com o processo de crédito à habitação sem sair de casa. Como? Explicamos tudo.

Notícia sobre:

TAEG no empréstimo da casa em Portugal acima da Zona Euro por causa de “outros encargos”

A taxa anual de encargos efetiva global (TAEG) para os novos empréstimos para a compra de casa em Portugal era, no final de 2019, mais elevada do que no conjunto da Zona Euro, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) no Boletim Económico de maio. “Apesar da trajetória descendente observada nos últimos anos”, Portugal continua a ter, segundo o regulador, o nível mais elevado “dos outros encargos que não juros”, um dos fatores que poderá justificar esta tendência.

Notícia sobre:
Gtres

Como o Covid-19 afeta a assinatura de um crédito à habitação e que alternativas existem

A compra e venda de imóveis e a formalização de créditos à habitação estão entre as atividades afetadas pela crise do coronavírus. A quarentena forçada está, de resto, a atrasar as escrituras que não sejam consideradas urgentes, mas há alternativas.

Notícia sobre:

Prestação da casa sobe para famílias que usem moratória do crédito à habitação

O Governo aprovou uma moratória para o crédito às famílias e empresas, em vigor por seis meses, até 30 de setembro de 2020, de forma a aliviar os encargos com prestações a quem seja afetado pelos efeitos económicos negativos da pandemia do novo coronavírus. Mas a Deco veio, entretanto, denunciar que esta moratória de capital e juros apresenta uma cláusula penalizadora para os clientes, que implica o pagamento de muitos mais juros no crédito à habitação.

Notícia sobre:

Bancos voltam a abrir a torneira do crédito à habitação – o melhor arranque de ano desde 2008

A concessão de novo crédito à habitação em Portugal está ao rubro, com os bancos a mostrarem cada vez mais disponibilidade para financiarem a compra de casa. Em janeiro de 2020, os bancos emprestaram 977 milhões de euros para este efeito, menos que nos dois meses anteriores (1.117 milhões em dezembro e 977 milhões em novembro), mas bem mais que no período homólogo (746 milhões de euros). Trata-se, de resto, do melhor arranque de ano desde 2008, quando foram concedidos 1.522 milhões de euros. 

Notícia sobre: