Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Juros no empréstimo da casa voltam a cair em setembro

A taxa implícita nos contratos de crédito à habitação desceu pela primeira vez em agosto, depois de oito meses consecutivos sem derrapar.

Photo by Maria Ziegler on Unsplash
Photo by Maria Ziegler on Unsplash
Autor: Redação

A taxa de juro implícita nos contratos de crédito à habitação caiu pelo segundo mês consecutivo – desceu pela primeira vez em agosto, depois de oito meses consecutivos sem derrapar. A taxa aplicada pelos bancos nos empréstimos da casa fixou-se agora nos 1,065%, uma redução de 1,2 pontos base face ao mês anterior, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os números do INE mostram ainda que nos contratos celebrados nos últimos três meses a taxa de juro desceu de 1,306% para 1,249%, o valor mais baixo desde 2009. O capital médio em dívida para a totalidade dos contratos voltou a aumentar em setembro, em 157 euros, fixando-se em 53.213 euros.

Considerando apenas os contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida fixou-se em 105.078 euros, um aumento de 2.923 euros face a agosto. Já o valor médio da prestação vencida manteve-se em 247 euros.