Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cristiano Ronaldo, a marcar golos na economia

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Cristiano Ronaldo regressou ontem a Lisboa para defrontar o clube no qual se formou (o Real Madrid venceu o Sporting por 2-1). O futebolista português tem aumentado exponencialmente a sua fortuna, sendo que a sigla CR7 representa uma marca de milhões de euros. Os números falam por si e comprovam que Ronaldo acaba, também, por “mexer com a economia”.  

No Facebook, o internacional português tem mais de 117 milhões de seguidores, no Twitter cerca de 48,2 milhões, no Instagram 82,1 milhões e no Youtube perto de 600 mil subscritores. Segundo a Forbes, o madeirense publicou 255 promoções a marcas de junho de 2015 a junho de 2016, o que se traduz numa valorização de 155 milhões de euros. 

Salário  

O ECO fez uma compilação dos “números/dados económicos” relacionados com Cristiano Ronaldo e chegou a várias conclusões. Vamos por partes: o seu salário ronda por semana 450.000 euros, ou seja, 23,4 milhões de euros por ano. Isto depois de ter renovado recentemente com os “merengues”.

Segundo a Goal Rich List 2015, a fortuna de Cristiano Ronaldo estará nos 210 milhões de euros, sendo o mais rico de todos os futebolistas. Já a Forbes anunciou CR7 como o desportista mais bem pago de 2016, com um total de 77 milhões de euros nos últimos 12 meses (o artigo foi lançado em junho) – 49 milhões de salários e bónus e 28 milhões em publicidade e direitos de imagem.

Publicidade

No que diz aos contratos publicitários, é difícil quantificar o alcance dos seus negócios. Contudo, o seu site oficial dá uma ajuda: Herbalife, Clear Paris Shampoo, Sacoor Brothers, Poker Stars, Tag Heuer, XTrade e laboratório Abbott são as marcas com que atualmente trabalha. Mas através de notícias do passado, a lista é mais longa: Toyota, Emirates, Castrol, Samsung, Soccerade, Emporio Armani, Konami, BES, KFC, MEO, Tag Heuer, Pokerstars, Clear Paris Shampoo, Linic, etc.

A capacidade mediática do português parece não ter limites. A última campanha, agora no ar, mostra a relação com a sua mãe. No contrato com a Altice, a dona da MEO, prevê-se três milhões de euros por ano para o atleta, num total de três anos, escreve a publicação. 

Também em Portugal, o BES e depois o Novo Banco foram quem mais pagou ao jogador em publicidade. Trata-se de uma parceria com mais de 13 anos e foram certamente muitos milhões de euros a cair na conta de CR7, apesar de não serem conhecidos os valores concretos. Sabe-se, no entanto, que, por ano, o BES pagava pelo menos 750.000 euros a Ronaldo.

Já o contrato com a Nike vale-lhe 11 milhões de euros por ano, de acordo com a Forbes. Em 2003, pelo contrato com a Nike recebia 1,13 milhões de euros por ano. Com o acordo com a Armani, recebe cerca de 1,9 milhões de euros.

Hotelaria

Recentemente, o futebolista português do Real Madrid lançou, em parceria com o Grupo Pestana, dois hotéis: um em Lisboa e outro na Madeira. Cristiano Ronaldo já tem planos para abrir hotéis em Madrid e Nova Iorque.

Ronaldo não para: investiu também em discotecas, como é o caso do Seven, no Algarve, e do Place, em Lisboa, e está envolvido na Gestifute, empresa que gere as carreiras de profissionais do desporto, e na Polaris Sports, empresa que gere a imagem dos agenciados da Gestifute.

Tecnologia

Mais recentemente tem investido em tecnologia, como é o caso da aplicação para smartphones Mobitto, a empresa VMS Communications (que pretende facilitar o envio de vídeos por telemóvel) e a BranditNext, empresa de multimédia com serviços de software, design e vídeo.

Em termos de produtos ligados à estética, Ronaldo investiu também no Pao Facial Fitness, um aparelho que se coloca na boca para supostamente fortalecer a zona das bochechas — o produto levou CR7 a um programa japonês —, e no Sixpad, um aparelho que supostamente define o abdominal.