Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

BPI condenado a indemnizar cliente por falta de informação

Autor: Redação

O banco BPI acaba de ser condenado pelo Tribunal de Braga a pagar 402.500 por não ter informado devidamente um cliente sobre os riscos de uma aplicação financeira. Em causa está o investimento de 400 mil euros na aquisição de obrigações do Espírito Santo Financial Group (ESFG), que acabou por ser declarado insolvente e o cliente ficou sem o dinheiro que aplicou nas obrigações.

Além da restituição daquele valor, segundo conta a Lusa, o tribunal condenou ainda o BPI a pagar mais 2.500 euros, a título de danos patrimoniais, relacionados com a preocupação, ansiedade e desconfiança no relacionamento com os outros que resultaram desta "avultada perda" e da "forma abrupta" como ela ocorreu.

Na sentença a que a agência de notícas hoje teve acesso, o tribunal refere que o BPI violou os deveres de informação, com uma conduta "ilícita e culposa", incorrendo assim em responsabilidade civil.

O tribunal conclui que o cliente não teria anuído à aquisição das obrigações se o banco lhe tivesse explicado que poderia perder a totalidade ou grande parte do dinheiro investido.

"É uma decisão muito importante, porque pode abrir portas para outras pessoas que tenham sido lesadas por falta de informação dos bancos", referiu à Lusa Miguel Torrinha, advogado do cliente.