Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

CGD não vai despedir e contratará 100 pessoas por ano, garante Governo

Autor: Redação

O plano de negócios da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que vai ser aplicado pela nova gestão até 2020, prevê a contratação de 100 pessoas por ano. Além disso, segundo garante o secretário de Estado Adjunto e das Finanças, o banco público não vai proceder a despedimentos, nesse período. 

"A Caixa contratará pessoas: o que está previsto é a entrada de cerca de 100 efetivos por ano ao longo do período do plano de negócios [até 2020]. Esses efetivos irão suprimir competências que a Caixa não tem", declarou Ricardo Mourinho Félix esta quarta-feira, no Parlamento, citado pela Lusa.

Frisando que a redução de postos de trabalho prevista está relacionada com reformas naturais, possibilidade de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo, o governante assegurou que "não há despedimentos".

Há cerca de duas semanas, o presidente executivo da CGD Paulo Macedo disse que, por ano, devem sair entre 500 e 600 trabalhadores do banco e que, este ano, devem ser 400 em reformas antecipadas e pré-reformas e os restantes em rescisões.