Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Insolvências sobem em janeiro para valor mais alto em três anos

Autor: Redação

O número de insolvências registadas em Portugal aumentou 1,8% em janeiro. No total registaram-se 627 empresas insolventes, mais 11 que no período homólogo do ano passado. Segundo o relatório da Iberinform, o acumulado no primeiro mês do ano é superior aos valores registados nos últimos três anos em igual período. Há mais insolvências, mas também há mais constituições: aumentaram 15%.

“Foram registadas 352 declarações de insolvência (DI), mais 54 que em 2017, o que resulta no aumento total das insolvências uma vez que os restantes tipos de ações apresentam descidas. As declarações insolventes requeridas (DIR) diminuíram 17,3% e as apresentações à insolvência pelas próprias empresas (DIA) registaram uma redução de 12,3% relativamente a 2017”, refere em comunicado a Iberinform, filial da Crédito y Caución.

Os distritos de Lisboa e Porto lideram as insolvências, registando 152 e 140, respetivamente. Os distritos com os decréscimos mais significativos em janeiro são Ponta Delgada (-57,1%), Faro (-33,3%), Beja e Portalegre (-25%), Coimbra (-22,7%) e Leiria (-8,3%).

Constituições sobem desde 2016

A constituição de novas sociedades aumentou 15%, evoluindo de um total de 4.435 para 5.099 novas empresas. Em termos acumulados, refere a Iberinform, verifica-se um aumento progressivo desde 2016.

Lisboa apresenta o número mais significativo de constituições, com 1.758 novas empresas que representam 34,7% do total em janeiro. Este valor traduz um ligeiro acréscimo de 0,6% no peso do distrito em relação a 2017. O Porto apresenta igualmente um valor elevado (930 novas empresas), responsável por 18,2% do total de constituições em janeiro e um ganho de 0,6% face à sua posição em 2017.