Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Eis 4 (boas) dicas para começar a poupar para a reforma

rawpixel/Unsplash
rawpixel/Unsplash
Autor: Redação

É melhor prevenir que remediar, já dizia o ditado. E no que toca à reforma, é mesmo melhor não perder tempo. O ideal será começar a poupar desde cedo para antecipar incertezas no futuro. Não sabes o que fazer ou por onde começar? Deixamos-te quatro boas dicas.

Segundo o portal Todos Contam, que pertence ao Plano Nacional de Formação Financeira, poupar para a reforma deve ser encarado como um objetivo ao longo da vida ativa, devendo iniciar-se logo que se entra no mercado de trabalho.

Na prática, não há um montante exato para esta poupança – esta quantia depende do rendimento que se recebe, do que se espera vir a receber, da idade com que se começa a poupar e ainda da remuneração que se espera obter com as aplicações financeiras escolhidas. “O que é importante é que se estipule um montante e se verifique regularmente se este se adapta ao objetivo definido”, lê-se no portal.

Eis quatro dicas a não perder de vista:

  1. Quanto mais cedo se começar a poupar, melhor, mesmo que o montante seja pequeno.
  2. O esforço de poupança deve ser regular. Não importa se a regularidade é mensal, trimestral ou anual, o relevante é que haja sempre uma parcela do rendimento destinada à poupança para a reforma.
  3. As aplicações escolhidas devem ter em conta a idade.
  4. Não se deve tocar na poupança acumulada para a reforma. Em períodos de maiores dificuldades pode existir a tentação de recorrer a esses montantes, mas tal deve ser evitado.