Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugueses mais saudáveis? As metas de redução no sal, açúcar e gorduras até 2023

Jornal de Negócios
Jornal de Negócios
Autor: Redação

A Direção-Geral de Saúde assinou com várias associações agroalimentares e da distribuição um acordo para reduzir a quantidade de sal, açúcar e gorduras trans em mais de dois mil produtos. As metas deverão ser alcançadas até 2022 ou 2023. 

“Este processo ganha um elemento inovador, pelo facto de incorporar um robusto sistema de monitorização independente, conduzido pela Nielsen e pelo Instituto Nacional de Saúde, que irá permitir monitorizar a evolução da composição nutricional dos produtos que representam 80% das vendas das várias categorias, apresentando balanços anuais com base na média ponderada por volume de vendas, o que canaliza os processos de reformulação para os produtos mais consumidos”, referem em comunicado a Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares (FIPA) e a Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED).

Estas são as metas de redução até 2022 ou 2023: