Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Que consequências estão a ter na economia as taxas de juro negativas da Europa?

Bloomberg/Jornal de Negócios
Bloomberg/Jornal de Negócios
Autor: Redação

O crescimento económico global está a desacelerar e as taxas de juro negativas continuam… negativas. Um cenário, de taxas de juro abaixo de zero, que merece cada vez mais críticas, que apontam essas taxas como culpadas pela fragilidade dos bancos, expropriação dos aforradores, financiamento de empresas “duvidosas” e aumento insustentável da dívida corporativa e dos preços dos ativos.

Segundo a Bloomberg, num artigo publicado no Jornal de Negócios, os bancos centrais reconhecem que os juros negativos não são ideais, mas também estão seguros de que as suas ações ajudaram a evitar a deflação e a sustentar o crescimento. 

A dúvida, ou o risco, é perceber se as taxas negativas se vão incorporar de forma permanente na economia. E que consequências haverá. É um temor premente dos bancos, que não podem transferir totalmente os custos – como a taxa que é cobrada pelos depósitos que fazem nos bancos centrais - para os seus clientes no retalho, refere a publicação.