Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Turismo bate recordes: país recebeu mais de 25 milhões hóspedes e portugueses dão uma "ajuda"

Até novembro de 2019, as unidades de alojamento nacionais receberam mais de 25 milhões de hóspedes, mais 7% que em igual período de 2018.

Photo by Christoffer Engström on Unsplash
Photo by Christoffer Engström on Unsplash
Autor: Redação

O turismo continua a ser uma “galinha dos ovos de ouro” para a economia portuguesa. E não dá sinais de abrandamento: hóspedes, dormidas e proveitos crescem a bom ritmo. Até novembro de 2019, as unidades de alojamento nacionais receberam mais de 25 milhões hóspedes, mais 7% que em igual período de 2018. Cerca de 15 milhões são estrangeiros, apesar de os portugueses estarem a destacar-se como grandes impulsionadores da atividade.

De janeiro a novembro do ano passado, passaram 25,4 milhões de hóspedes pelos estabelecimentos de alojamento nacional, totalizando 66,3 milhões de dormidas – um aumento homólogo de quase 4%. Para este crescimento, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE), está a ajudar o mercado nacional que, em novembro, por exemplo, contribuiu com 1,3 milhões de dormidas, representando um crescimento de 14,1% (-0,8 em outubro).

As dormidas dos mercados externos cresceram 4,2% (+2,6% em outubro) e atingiram 2,8 milhões, também em novembro. Nos primeiros onze meses do ano, refere o gabinete de estatísticas, as dormidas aumentaram 3,9% com “contributos positivos” quer dos residentes (+6,3%), quer dos não residentes (+3,0%). Os proveitos, como seria de esperar, também cresceram. Ultrapassaram os 4 mil milhões de euros, um aumento 7,2% em relação aos primeiros 11 meses de 2018.