Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Comboio veste-se de arte urbana em nome da sustentabilidade

Locomotiva elétrica vai viajar por todo o país.

Medway
Medway
Autor: Redação

Há uma nova iniciativa sobre rodas para chamar a atenção para as questões ambientais. Trata-se de uma locomotiva que se vestiu de arte urbana assinada pela portuguesa Kruella D'Enfer para promover o uso do comboio enquanto meio de transporte mais sustentável.

Foi a empresa de Medway – que vai construir o maior terminal ferroviário de mercadorias da Ibéria em Vila Nova de Famalicão – que convidou a artista visual e ilustradora portuguesa para decorar um comboio que vai mesmo circular por todo o país em nome do meio ambiente.

Esta iniciativa insere-se no âmbito do Ano Europeu do Transporte Ferroviário, definido pela União Europeia e enquadrado no seu compromisso para alcançar a neutralidade climática até 2050, refere a Medway em comunicado.

Nas laterais da locomotiva viaja-se pela história dos caminhos de ferro em Portugal, mas não só. Vê-se também uma representação do atual comboio elétrico e ainda a visão de uma criança que procura um futuro mais verde, segundo explicou Kruella D'Enfer.

Esta locomotiva vestida de arte urbana é elétrica e tem a capacidade de transportar mercadorias garantindo uma redução de 74% de dióxido de carbono do que os camiões.

“Esperamos que esta locomotiva, que faremos chegar a todo o país, ajude a sensibilizar a população para a importância urgente de tomar opções mais sustentáveis em prol do nosso planeta, que é a casa de todos nós”, destaca Carlos Vasconcelos, presidente da Medway, na mesma publicação.

Este pode ser o primeiro passo para que a arte urbana possa firmar uma parceria maior com os meios de transporte, já que a “arte é e sempre será a maneira mais fácil de comunicar com todas as pessoas, de todas as idades”, disse a artista citada pelo Dinheiro Vivo.