Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Emissão de primeiras autorizações de residência recua em Portugal e na UE

Foram emitidas 2,247 milhões de primeiras autorizações de residência na UE em 2020, o valor mais baixo desde 2013.

Autorizações de residência em Portugal e na UE
Eurostat
Autor: Redação

O número de primeiras autorizações de residência na União Europeia (UE) emitidas a cidadãos de países terceiros recuou, em 2020, pela primeira vez desde 2013, divulgou recentemente o Eurostat. Uma tendência que também se verificou em Portugal e que poderá ser justificada com o súbito aparecimento da pandemia da Covid-19. 

De acordo com o gabinete de estatísticas europeu, foram emitidas no ano passado 2,247 milhões de primeiras autorizações de residência, bem menos que no ano anterior (cerca de 2,9 milhões). Portugal encontra-se no 6º lugar da hierarquia, tendo sido emitidas no país 84.397 primeiras autorizações de residência. Trata-se, no entanto, de um número inferior ao registado no ano anterior: 93.475.

A Polónia foi, em 2020, o Estado-membro que mais primeiras autorizações de residência atribuiu (598.047). Alemanha (312.692) e a Espanha (311.789), por esta ordem, completam o pódio. Em sentido inverso encontra-se a Estónia, que emitiu apenas 4.992 de primeiras autorizações de residência na UE.

Autorizações de residência em Portugal e na UE
Eurostat