Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Nova Marina de Vilamoura nasce “pela mão” da Broadway Malyan

Autor: Redação

A modernização da Marina de Vilamoura vai estar a cargo da multinacional de arquitetura Broadway Malyan (BM), que opera em Portugal há 20 anos. Em causa está um projeto com 5.000 m2 que envolve um conjunto de edifícios em que se incluem um novo yatch club, os escritórios sede da Marina e espaços comerciais e de restauração.

“O novo projeto compreenderá um conjunto de edifícios centrados em torno do yatch club, onde se incluirá um restaurante, um terraço com bar e uma piscina, os quais nascerão sob uma pala que parece flutuar e que será um elemento distintivo e icónico do resort, além de ter a função útil de sombreamento”, disse Margarida Caldeira, diretora geral da BM, em comunicado.

Segundo a BM, trata-se de um projeto de elevada qualidade numa das mais importante zonas de entrada do resort de Vilamoura, um dos mais emblemáticos e de maior prestígio do Algarve: tem cinco campos de golfe, um centro equestre internacional e uma marina que tem capacidade para ancorar até 875 embarcações.

De referir que a empresa já tinha já sido selecionada, em 2010, para desenhar o anteporto da Marina de Vilamoura, mas o projeto foi cancelado devido à conjuntura económica desfavorável.

De acordo com Margarida Caldeira, os novos proprietários – a Vilamoura World, braço executivo do fundo norte-americano Lone Star – pretendiam que a BM re-conceptualizasse o projeto original de forma a integrar os seus atuais requisitos, mas mantendo o objetivo de criar um elemento icónico no contexto do resort. “Vilamoura é um dos empreendimentos mais marcantes de Portugal e o nosso briefing passa por criar um projeto que surpreenda quem chega ao resort e que, ao mesmo tempo, reflita a sua posição como um dos principais destinos marítimos da Europa”, adiantou.