Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Edifício Transparente no Porto em hasta pública por 7,9 milhões

Correio da Manhã
Correio da Manhã
Autor: Redação

A Câmara Municipal do Porto (CMP) vai levar a hasta pública, dia 16 de fevereiro, o Edifício Transparente por 7,96 milhões de euros. A hasta pública irá realizar-se às 10h30 no edifício dos Paços do Concelho e o vencedor terá de pagar 10% do valor na sequência imediata do ato público e a restante quantia à data da escritura.

A venda do imóvel, localizado na Via do Castelo do Queijo, entre o Parque da Cidade e a frente marítima, tinha sido deliberada em setembro do ano passado, em reuniões do executivo camarário e da assembleia municipal, juntamente com a alienação de um imóvel na Praça da Alegria, designado por Escola Abrigo dos Pequeninos.

Segundo o Correio da Manhã, a alienação do Edifício Transparente foi aprovada com sete votos contra, oito abstenções, muitas críticas do BE, alertas da CDU e silêncio da parte do PS e do PSD. Já Rui Moreira, presidente da CMP, descreveu o imóvel como “um centro comercial em mau estado, que se encontra em vias de abandono”.

Trata-se de um edifício projetado pelo arquiteto espanhol Solá-Morales, no âmbito da Porto Capital Europeia da Cultura 2001, que é composto por cave, rés do chão, dois pisos e varanda interior. Ocupa 3.693 m2: 1.612 de área coberta, 1.561 de zona descoberta e 520 de área privada destinada a comércio e serviços.

De referir que o imóvel encontra-se concessionado até 2024, sendo que os 7,9 milhões pedidos pela autarquia contemplam já a indemnização de 1,6 milhões de euros a pagar ao atual arrendatário para que o edifício possa ser colocado no mercado imobiliário livre.