Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliário comercial a “espreitar” recorde. Devem ser investidos 800 milhões até junho...

Cushman & Wakefield
Cushman & Wakefield
Autor: Redação

Está ao rubro, neste início de ano, o investimento imobiliário no setor comercial (não contabilizando o segmento residencial). Até à data já foram fechados 10 negócios, que envolveram cerca de 180 milhões de euros, e estão em fase avançada de negociação outras transações avaliadas em 600 milhões de euros. Ou seja, as estimativas apontam para um investimento próximo dos 800 milhões de euros no primeiro semestre, um valor apenas superado em 2015 e 2016.

Segundo a consultora Cushman & Wakefield, “tendo em conta as operações em fase avançada de negociação, 2017 deverá apresentar uma distribuição do investimento semelhante à verificada em 2016”, ano em que foram transacionados ativos imobiliários comerciais num volume global de mais de 1.300 milhões de euros, o segundo valor mais alto de sempre.

“Os investidores estrangeiros mantêm-se extremamente ativos no mercado, mas é relevante uma maior presença de ‘players’ nacionais, que terão sido responsáveis por 30% do volume investido” nos primeiros meses do ano, refere a empresa em comunicado. “O setor que maior capital atraiu até à data foi o de escritórios, ultrapassando os 100 milhões de euros em volume, valor para o qual contribuiu em larga escala o maior negócio até à data, a venda do Edifício Entreposto à Signal Capital por 65 milhões de euros”, lê-se no documento.