Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cushman & Wakefield

Últimas notícias sobre "Cushman & Wakefield" publicadas em idealista.pt/news

Imobiliário comercial português está de boa saúde e em 2020 continuará a ser atrativo

O final de ano está em contagem decrescente e o mercado imobiliário português está de boa sáude, nomedamente o comercial, podendo superar os níveis alcançados no ano passado. Para 2020, “antecipa-se uma manutenção da evolução positiva do mercado, embora a níveis mais moderados face aos últimos anos”, diz Andreia Almeida, diretora de research da Cushman & Wakefield (C&W).

Notícia sobre:

“O investimento comercial no Porto pode atingir os 300 milhões até ao final do ano”

Duarte Nuno Rodrigues assumiu, no início de julho, o cargo de diretor do escritório no Porto da Cushman & Wakefield. Em entrevista ao idealista/news, este profissional com 20 anos de experiência no mercado imobiliário destaca que o mercado na região Norte tem estado muito ativo este ano.

Notícia sobre:

Escritórios precisam-se: mercado vai enfrentar “cenário dramático”

O mercado de escritórios em Portugal está e vai enfrentar tempos difíceis. Eric Ven Leuven, da Cushman & Wakefield Portugal, prevê um "cenário dramático” para os próximos três ou quatro anos, com os preços a continuarem a subir face à escassez de espaços.

Notícia sobre:
Porto, uma cidade impulsionada pelo imobiliário nos últimos anos / Ricardo Resende/Unsplash

O que está a impedir o imobiliário de crescer (ainda) mais

Portugal está, definitivamente na moda, e o imobiliário seguiu à boleia da onda de euforia e vive momentos inéditos. 2018 foi, aliás, o “ano de todos os recordes, em quase toda a linha”. As palavras são de Eric Van Leuven, diretor-geral da Cushman & Wakefield (C&W) em Portugal, que está convencido que o crescimento poderia, porém, ser ainda maior. O especialista no setor imobiliário lamenta a instabilidade legal e fiscal do país e avisa que este tipo de constrangimentos é capaz de “matar o interesse dos investidores”.

Notícia sobre:

'Rooftops' portugueses andam a fazer sucesso além-fronteiras

Ainda não existe no dicionário nacional, mas já faz parte do vocabulário dos portugueses. Estamos a falar de um novo conceito tendência, o 'Rooftop', ou como quem diz: um terraço ou varanda no topo de um prédio, com bar ou café para, quem sabe, apreciar um pôr do sol. A moda faz furor. Tanto que até já há portugueses a destacar-se na Europa. LX Factory e Park dizem-te alguma coisa?

Notícia sobre:

Willis Towers Watson é nova inquilina da antiga sede do Caixa BI

A antiga sede do CaixaBI foi ocupada pelos escritórios da Willis Towers Watson, empresa de consultoria, corretagem e soluções de seguros, que arrendou o espaço à Zurich – Companhia de Seguros Vida. A nova sede, agora no número 33 da Barata Salgueiro, tem 2.785 metros quadrados (m2) distribuídos por sete pisos e encontra-se numa zona prime da capital.

Notícia sobre:

Cushman & Wakefield considerada a melhor consultora imobiliária em Portugal

A Cushman & Wakefield foi eleita a melhor consultora imobiliária em Portugal nos prémios internacionais Euromoney Real Estate Awards 2018. Além de ter recebido a distinção máxima, a empresa liderada por Eric van Leuven no mercado luso, foi também considerada a melhor consultora nacional a nível de avaliações imobiliárias e 'research'.

Notícia sobre:

CGD está a vender dois terrenos - além do quarteirão na Rua do Ouro

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) está a vender um portfólio de três imóveis em Lisboa: o seu emblemático quarteirão na Rua do Ouro – deverá render cerca de 60 milhões de euros – e dois terrenos para construção, um localizado no Areeiro e outro em Telheiras. 

Notícia sobre:

Lisboa: Há um terreno com 38.750 metros quadrados à venda no Campo Pequeno

O Fundo Imovalor pôs à venda o terreno do Campo Pequeno 34, em Lisboa, que conta com um loteamento aprovado para a construção de cerca de 38.750 metros quadrados (m2) acima do solo, dos quais 27.000 m2 para habitação. 

Notícia sobre:

Lojas e escritórios do Alto do Parque em Lisboa vendidos a investidor estrangeiro

A Triuva vendeu três lojas de rua e um escritório no empreendimento Alto do Parque, no centro de Lisboa, a um investidor privado estrangeiro. Localizado perto do El Corte Inglés, o Alto do Parque é tido como um dos mais luxuosos e bem-sucedidos projetos de uso-misto da capital.

Notícia sobre: