Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

MK Premium volta às compras em Portugal onde num ano investiu mais de 7 milhões

Empresa espanhola entrou este ano em Portugal e soma já nove edifícios, num investimento de 7 milhões de euros. / Mk Premium
Empresa espanhola entrou este ano em Portugal e soma já nove edifícios, num investimento de 7 milhões de euros. / Mk Premium
Autor: Tânia Ferreira

A empresa espanhola Mk Premium, que este ano entrou e investiu em força no mercado nacional, voltou às compras, segundo apurou o idealista/news. Desta vez, adquiriu dois edifícios residenciais no Porto,  por um valor de 1.150.000 milhões de euros, que vai gerir como património, na zona da Ribeira e em Vila Nova de Gaia. Com estas últimas aquisições, na reta final de 2018, a empresa conta com nove prédios em Portugal, que se traduzem num volume de negócio superior a 7 milhões de euros.

“Estas são as últimas aquisições da empresa no ano de 2018 e é muito especial que seja em Portugal, precisamente no ano em que abrimos os nossos primeiros escritórios internacionais no país luso vizinho. Estes dois últimos edifícios entram dentro da rota que a empresa irá desenvolver durante o próximo ano de 2019 para ampliar a nossa carteira patrimonial, antes do novo ciclo imobiliário que se avizinha. São dois prédios que se encontram em zonas exclusivas, tanto na zona antiga do Porto como de Vila Nova de Gaia, localidade próxima e epicentro das famosas garrafas de vinho do Porto”, comenta a respeito Daniel Leiva, sócio fundador da MK Premium.

Com estas operações, a MK Premium fecha o seu primeiro ano em Portugal com a compra de nove edifícios residenciais em Lisboa e no Porto que representou um investimento total de 7.125.000 euros, cumprindo assim com as previsões da empresa no país vizinho.

Sem avançar com números - com o argumento de que aguarda pelo balanço dos resultados do exercício do presente ano de 2018 -  a empresa espanhola adianta que fechará em positivo, após aumentar em 15% o investimento imobiliário tanto em Espanha como em Portugal.

Prédio histórico junto ao Rio Douro será reabilitado e conservado

Um dos prédios agora adquiridos pela MK Premium encontra-se no centro histórico do Porto, junto à Ribeira, uma das zonas mais bonitas da cidade do Porto, considerada Património Cultural da Humanidade pela a UNESCO. Comprado por 650 mil euros, o imóvel está localizado na Rua de São Francisco, 38, possui uma área de 316 metros quadrados (m2), e é composto por cinco pisos e agrega quatro apartamentos com cerca de 69 m2 e 62 m2.

Este edifício, segundo a empresa, oferece umas vistas impressionantes sobre o Rio Douro, situada junto à Igreja de São Francisco, um dos monumentos góticos mais emblemáticos do Porto.

“Este prédio junto à Ribeira encontra-se num lugar estratégico no Porto e numa das zonas mais turísticas. Oferece umas vistas privilegiadas para o Rio Douro, mas, antes de mais, encontra-se a poucos metros da famosa Ponte D. Luís I. Esta é, sem dúvida, uma das zonas mais bonitas do Porto, que nos remete diretamente ao seu passado pescador. Trata-se de um edifício histórico que conserva na sua fachada os azulejos tão típicos da região. Uma das nossas premissas é conservar este património arquitetónico, à imagem e semelhança de como operamos em Espanha”, afirma Daniel Leiva.

Cidade do Vinho, uma grande oportunidade de negócio

Em Vila Nova de Gaia, epicentro do turismo enológico do Porto, a MK Premium acaba de agregar à sua carteira patrimonial o segundo edifício nesta localidade, na mesma rua da sua primeira compra em Portugal: na Rua Cândido dos Reis 203, por um valor total de compra de 500.000 euros. É um prédio com 394 m2 e composto por oito apartamentos.

“É uma oportunidade que se apresenta a médio prazo, já que Vila Nova de Gaia concentra o maior volume de caves de vinho do Porto. Para além disso estão a decorrer as obras do futuro centro de exposições que terá uma extensão de 30 mil metros quadrados e que irá albergar vários museus e uma escola de vinho" declara o gestor, antecipando que "em pouco tempo vai ser uma zona que vai revitalizar e que se espera receber mais de 1 milhão de visitantes por ano. Por isso é que adquirimos dois edifícios na Rua Cândido dos Reis, um com o número 287 que foi a nossa primeira compra em Portugal e esta última com o número 203”.